Header Ads

Cidades do Cariri estão com risco alto de reintrodução do vírus do Sarampo


A partir de segunda-feira, 06, tem início a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), todos os 2.345 postos de saúde distribuídos na Capital e no Interior já receberam as doses enviadas pelo Ministério da Saúde. A meta é imunizar, no mínimo, 483.724 crianças no Estado, o que corresponde a 95% dos 509.183 cearenses com idades de 1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias.

As cidades de Juazeiro, Barbalha, Crato, têm “risco alto” de retorno do vírus. A poliomielite, popularmente conhecida como paralisia infantil, está erradicada no Brasil desde 1990. Já o sarampo teve pelo menos 211 casos confirmados no Ceará, em 2015, situação controlada um ano depois – em 2016, o País recebeu o certificado de eliminação da circulação do vírus da doença pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e, até o ano passado, nenhum caso local ou nacional da virose havia sido registrado. Neste ano, porém, estados das regiões Norte, Sudeste e Centro-Oeste já confirmaram casos da enfermidade.

Apesar da meta, como reforça a coordenadora de Imunizações da Sesa, Ana Vilma Leite, a ideia é que todo o público-alvo da Campanha seja imunizado. “É uma campanha indiscriminada: mesmo que já tenham sido vacinadas, 100% das crianças dessa idade precisam passar pelos postos de saúde. Quando protegemos a população infantil, protegemos também quem convive. É uma imunização coletiva”, aponta a gestora.

Além das crianças e como prevê o Calendário de Vacinação 2018 divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, a imunização contra sarampo, caxumba e rubéola deve ser aplicada também em adolescentes entre 11 e 19 anos, em duas doses; mesma quantidade preconizada para adultos de 20 a 29 anos. A população com idade entre 30 e 49 anos também deve procurar a vacinação tríplice viral, em dose única. (Portal Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.