Header Ads

Eunício quer retribuição do PT e PDT pelo apoio


O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (MDB), participou da convenção estadual do PSD, na manhã de ontem, em Fortaleza. Durante o evento, o emedebista defendeu uma aliança com o partido. O MDB realiza, hoje, a convenção que vai deliberar sobre os nomes da legenda para a disputa a deputado estadual e federal, bem como sobre a candidatura do senador à reeleição.

Eunício evitou responder as críticas feitas pelo presidenciável Ciro Gomes, do PDT, destacando que o pedetista estava exercendo o seu direito democrático de se expressar. Em entrevista, ele chegou a criticar o Partido dos Trabalhadores (PT). "Se o PT está nessa coligação de 24 partidos, não dá para ser egoísta e fazer só uma coligação querendo todos os cargos". O PT abriu mão de lançar candidato a senador, mas não aceita Eunício na chapa de Camilo Santana.

"Se a coligação vai ser formal ou informal é secundário. É uma equação difícil de fazer. O governador é do PT, o outro senador é do PDT e eu sou do MDB. Faremos a nossa convenção e vou tirar posição junto aos convencionais de apoiarmos o governador Camilo para o Governo do Estado e apoiar o ex-governador Cid Gomes para a outra vaga ao Senado", argumentou Eunício. "E a mesma compreensão tenho convicção de que terão o governador do PT e o senador do PDT", completou.       (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.