Header Ads

Brasil tem a maior taxa de ansiedade do mundo, segundo a OMS


Dados recentes divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que 9,3% dos brasileiros apresentam os sintomas de ansiedade. O País é o líder mundial na patologia, apresentado números três vezes maiores que a média mundial. Na América do Sul, por exemplo, os índices do Brasil superam países como Paraguai (7,6%), Chile (6,5%) e Uruguai (6,4%).

Hoje, os transtornos derivados da ansiedade já são a terceira razão de afastamentos do trabalho no País, sendo que os gastos do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) giram em torno de R$ 200 milhões em pagamentos de benefícios anuais, de acordo com dados da Previdência Social. Segundo o médico de família Dr. Massimo Colombini acredita-se que esses números são decorrentes dos conflitos sócio-ecônomicos, violência, trânsito nas grandes cidades, e instabilidade política, que geram tensão na população. 

Resposta ao estresse 
O médico explica que a ansiedade é uma resposta subjetiva ao estresse sofrido por um indivíduo. Para a medicina existem dois tipos da condição: o Transtono de Ansiedade Generalizada (TAG) e a Síndrone do Pânico, ambas doenças graves que precisam ser tratadas por um psiquiatra com o uso de medicamentos adequados para o controle dos sintomas. 

Quanto aos sinais, Massimo explica que eles podem variar de acordo com cada paciente. "Sensação de angústia, mal-estar, coração acelerado, desatenção, tremores estão entre os indícios. O que pode levar a sentimentos de grande desespero com prejuízos a vida de quem sofre com esse transtorno”, comenta. O especialista ainda orienta dicas para o controle da ansiedade.

Atividades artísticas e culturais aliviam as tensões do cotidiano. "Desde fazer um simples desenho, escrever uma poesia, uma crônica ou uma história, até pintar um quadro, atividades manuais ou artesanato podem trazer grandes benefícios". Técnicas de meditação ou atividades de relaxamento também são recomendadas. Conversar com uma pessoa amiga, profissional de saúde ou terapeuta pode contribuir para a redução da ansiedade. (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.