Header Ads

Defendei-nos no combate: paroquianos de São Miguel, em Crato, rendem louvores ao padroeiro



Os arredores da Igreja Matriz de São Miguel, em Crato, devidamente enfeitados com bandeirolas azuis, brancas e vermelhas e verdes saudavam os paroquianos e visitantes, em mais uma festa patronal.

A Santa Missa, que concluiu o novenário alusivo na noite desta sexta-feira (29), foi presidida pelo bispo diocesano, Dom Gilberto Pastana, concelebrada pelo pároco Padre Ranilson Belém. A assembleia, jubilosa, cantou e rezou, agradecendo os favores alcançados e elevando outras preces ao arcanjo, considerado “Príncipe da Milícia Celeste”.

“Os anjos vão abrindo caminhos para facilitar a nossa vida, a nossa salvação, que é uma conquista humana, mas dom de Deus. Ele, que não nos obriga a estar com Ele, mas nos dá esses protetores: os anjos e os arcanjos”, disse o bispo, sublinhando que a festa de um padroeiro é oportunidade para, olhando seu exemplo e suas virtudes, buscar imita-las na vida cotidiana.

A este propósito, tomando o tema da festa, “São Miguel, guia teus leigos e leigas a serem Sal da terra e Luz do mundo”, reforçou: “Por maior que sejam as nossas dificuldades, busquemos ser sal e luz. Mas busquemos não por méritos nossos, mas conscientes de que foi o Senhor que assim nos fez”.


O bispo também pontuou que fundamental para a vida, qualidade da vida cristã, está no fato de que o sal só tem sabor quando misturado à comida. Daí a necessidade de “nos misturarmos à vida das pessoas, sobretudo àquelas mais distantes”. O sal, quando misturado à comida, desaparece. A gente sente o gosto, sabe que ela foi temperada, mas ninguém mais vê nem retira esse sal, porque ele já cumpriu a sua função. Assim devemos ser.

Procissão e Bênção do Santíssimo
Após a Santa Missa, os fiéis se concentraram ao lado da Matriz para a procissão com a imagem de São Miguel, toda ornada de flores naturais, junto ao andor de Nossa Senhora da Penha, padroeira da cidade e da Diocese de Crato. Durante o percurso, eles cantaram o hino ao padroeiro, intercalando com músicas marianas e a recitação do Terço. Como é tradição, moradores também preparam altares para saudar a imagem que passava. De volta à Igreja, a procissão foi concluída com a Bênção do Santíssimo Sacramento.  Por Patrícia Mirelly/Assessoria de Comunicação

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.