Header Ads

Morre, no Recife, a jornalista e apresentadora Graça Araújo



Morreu, na tarde deste sábado (8), no Recife, a apresentadora da Rádio e TV Jornal, Graça Araújo. Após passar por um mal súbito, no início da noite da última quinta-feira (6), Graça foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital Esperança, bairro da Ilha do Leite, área central do Recife.

Às 15h deste sábado, a assessoria de comunicação do Hospital Esperança emitiu nota que informa sobre o falecimento da jornalista.

"A Direção médica do Hospital Esperança Recife informa o falecimento da jornalista Graça Araújo às 12h55 de hoje, ocasionada por um AVC hemorrágico extenso. A pedido da família, com o objetivo de preservar este momento, não haverá pronunciamento da equipe médica que acompanhou a paciente.

Recife, 8 de Setembro de 2018."
Um dos principais nomes do jornalismo pernambucano, Maria Gracilane Araújo da Silva, conhecida como Graça Araújo, de 62 anos nasceu na cidade de Itambé, Zona da Mata Norte de Pernambuco. Aos três anos de idade, se mudou com a família para São Paulo, onde viveu até adulta. Antes de iniciar a carreira na área de comunicação, trabalhou como embaladora de enxoval de bebê, em uma agência bancária e também como secretária em uma revista.

Força, honestidade, convicção. Graça Araújo é uma mulher de fibra, de opinião. Inteligente e bem informada, ela é de uma gentileza e de uma humildade dignas do espaço que ocupa. No comando do TV Jornal Meio-Dia há quase 26 anos e do Rádio Livre há 17 anos, Graça conquistou a todos com amor, grandiosidade e defesa dos mais frágeis.

AVC Hemorrágico
A apresentadora Graça Araújo, da Rádio e TV Jornal, passou mal no início da noite dessa quinta-feira (6), quando estava na academia onde costuma treinar, no bairro de Boa Viagem. Ela foi socorrida pelo SAMU e levada ao Hospital Esperança, na área central do Recife, onde foi diagnosticado um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico extenso. No último boletim, a diretoria do hospital afirmou que a comunicadora estava em estado gravíssimo respirando com auxílio de aparelhos.

Paixão pelo jornalismo
Ainda adolescente, aos 14 anos, ela começou a trabalhar em uma fábrica, passou pelo comércio, por uma seguradora e chegou a um banco. Durante esse tempo, ela achava que queria ser médica, sonho comum entre as crianças pobres que anseiam subir na vida.

Em perfil escrito pelo jornalista Diogo Cavalcante em fevereiro deste ano, Graça afirmou que sempre foi apaixonada pelo rádio, mas que demorou a chegar ao veículo porque precisava trabalhar para se sustentar e alcançar uma posição consolidada na profissão.

Carreira
Graça decidiu pelo jornalismo quando foi contratada para ser secretária de um diretor de redação de uma revista técnica em São Paulo. Teve contato com outros jornalistas e percebeu que "se bem feito, esse ofício, eu poderia curar mais feridas, fazer mais curativos, fazer outras cirurgias, que talvez fossem mais relevantes do que essas que tanta gente sabe fazer".

Ainda em São Paulo, formou-se em jornalismo, em 1987, pela Faculdade Integrada Alcântara Machado. Após a formatura, veio para o Recife, onde iniciou a carreira na Rádio Transamérica.

Trabalhou depois na Rádio Clube e em seguida, iniciou a trajetória na televisão, passando pela TV Machete, TV Pernambuco e finalmente a TV Jornal, onde estreou o TV Jornal Meio-Dia em setembro de 1992. Em 2001, foi convidada para integrar a Rádio Jornal e apresentar o programa Rádio Livre e o Consultório de Graça, que surgiu da vontade que ela tinha, quando criança, de ser médica.

Atleta
Apaixonada por saúde, graça se tornou adepta a uma vida saudável. Atleta, corria maratonas, que deram a ela uma coleção de medalhas. Era acompanhada diariamente por um personal trainer na academia, e fazia questão de ter uma alimentação de qualidade.

Defesa dos mais frágeis
Conhecida como ícone de força na TV e no rádio, Graça defendia os direitos da população, com muita prestação de serviço e cobrando posição dos órgãos públicos. Mulher, negra, se destacou no jornalismo pelo trabalho sério que sempre realizou, e ao longo dos anos, passou a ser reconhecida e respeitada pelas autoridades.

Homenagens
Em 2010, recebeu o título de cidadã recifense da Câmara Municipal da cidade. No último dia 13 de agosto, recebeu das mãos do presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Adalberto de Oliveira Melo, a Medalha do Mérito Judiciário Desembargador Joaquim Nunes Machado, condecoração dada a personalidades e magistrados que se destacam no trabalho pelo relevante serviço prestado para o campo jurídico.

No último dia 31 de agosto, o Consultório de Graça sobre câncer de cérebroconquistou o primeiro lugar na categoria rádio no Prêmio SBN de Jornalismo, concedido pela sociedade brasileira de neurocirurgia.   (Rádio Jornal)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.