Header Ads

No Ceará, "Chuva do caju" é interação da brisa com ventos alísios


Apesar do nome popular, chuva do período não tem relação
com floração do caju. FOTO: Mauri Melo
Fortaleza e municípios da região metropolitana estão amanhecendo com chuvas fracas durante os primeiros dias de setembro. O fenômeno das precipitações nesta época do ano ficou conhecido pelos cearenses como "chuva do caju", por coincidir com o período da colheita do caju e de sua fruta, a castanha. As chuvas são fracas, acontecem na madrugada e início da manhã e tem pouco tempo de duração.

O meteorologista David Ferran, da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), explica que as precipitações não têm relação direta com a floração do caju e que o termo foi difundido por populares. Na verdade, as chuvas são "resultado da interação entre os efeitos da brisa terrestre e os ventos alísios", comuns em regiões subtropicais. Elas costumam afetar a faixa litorânea do Ceará e, com menos frequência, a região do médio e baixo Jaguaribe.

Essas chuvas podem ocorrer durante os meses setembro, outubro e novembro, segundo Ferran. (O Povo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.