Header Ads

Ceará registra 13.240 focos de incêndio em 2018; um aumento de 8% em relação ao ano passado

Incêndio na zona rural do Crato. FOTO: Darlene Barbosa
O Ceará já registrou em 2018, 13.240 focos de incêndio, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). De acordo com o estudo, os incêndios foram computados no período de 1º de janeiro a 24 de outubro de 2018. Ano passado, no mesmo período foram registrados 12.185. Um aumento de 8,65% em comparação 2017.

O município cearense que mais anotou focos de incêndio neste ano foi Canindé com 475 focos. Em seguida aparecem as cidades de Sobral (399), Santa Quitéria (398), Cariús (367), Beberibe (260), Aurora (240), Iracema (232), Cedro (226), Acopiara (225) e Saboeiro (224). O município que menos computou queimadas foi Jijoca de Jericoacoara, no Litoral Oeste, com apenas 2 focos.

Nas últimas 24 horas, segundo o site do Inpe, 252 focos de incêndio ocorrem no Ceará. Em todo ano de 2017, o estado cearense registrou 32.550 focos. Granja liderou a estatística com 787 focos de incêndio.

Tempo seco
De acordo com o Corpo de Bombeiros do Ceará, o segundo semestre do ano costuma apresentar um maior número de incêndios em comparação ao primeiro semestre, caracterizado pela quadra chuvosa.

Entre as medidas preventivas citadas pelos Bombeiros para evitar os incêndios está o perigo de limpar o terreno com fogo, prática comum no interior do estado.

Dentro de casa, as pessoas devem tomar cuidado ao acender o fogão, lamparina ou qualquer outra ferramenta que produza chamas. Ao sair de casa, certificar-se de que o gás está devidamente fechado.       (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.