Header Ads

Companhia aérea deve indenizar padrinho que perdeu casamento, após cancelamento de voo para Juazeiro do Norte

Mylena Oriá e Danillo Rios em cerimônia
de casamento. FOTO: Atquivo pessoal
A Justiça do Distrito Federal determinou, na última quarta-feira (3), que a companhia aérea Gol pague R$ 5 mil ao médico oftalmologista Talles Peterson Cavalcante. A indenização, por danos morais, se deve ao cancelamento de um voo que levaria Cavalcante de Brasília para Juazeiro do Norte.

O voo estava marcado para a tarde de sábado, 13 de janeiro. Até a publicação desta reportagem, a empresa aérea não havia se manifestado. Cabe recurso da decisão.

Cavalcante conta que era o primeiro na fila para o check-in, quando a companhia informou que o voo marcado para as 17h30, com conexão entre Brasília, Guarulhos e Juazeiro do Norte, havia sido cancelado. A justificativa apontada era de "motivos técnicos".

"Eu fiquei desesperado, eu realmente queria estar lá. Eu era o padrinho da minha sobrinha."

O médico disse que não podia acreditar no que estava acontecendo. "Estava tudo pronto para o casamento", recordou. Ao procurar o balcão da empresa, depois de muita espera e insistência, ele recebeu duas propostas.

"Disseram que poderiam devolver os pontos [milhas] que usei para comprar a passagem, ou esperar um outro voo. O problema é que o voo sairia de Brasília as 19h55, chegaria em São Paulo as 21h18 e a conexão para o Ceará era dois minutos depois, as 21h20", explicou.

Vendo que não chegaria a tempo em Juazeiro do Norte, onde mora a família, Cavalcante voltou para casa, na capital federal. A sobrinha dele, Mylena, teria que escolher outra pessoa para estar no altar.

Álbum incompleto
O oftalmologista Talles Peterson Cavalcante veio para Brasília em 2017, para fazer uma especialização em cirurgia de catarata. A sobrinha, Mylena Oriá, é estudante de medicina no Ceará.

Por telefone, ela contou que tem muita afinidade com o tio e que ele "fez muita falta". Segundo Mylena, foi uma notícia triste em um dia onde tudo havia sido planejado para reunir a família.

"Foi uma data especial na minha vida. Como não pude fazer nada pra consertar, eu me senti impotente."

O casamento entre Mylena e o noivo Danillo ocorreu naquele fim de semana. Um outro padrinho acabou sendo escolhido na hora. "Mas o álbum de casamento não ficou completo", diz a família.   (G1)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.