Header Ads

Confiante, Freire diz que eventual Governo Bolsonaro não se aproximará de Camilo e Roberto Cláudio

Heitor Freire (PSL), coordenador da campanha de Bolsonaro
no Ceará, votou no Colégio Espaço Aberto, na Aldeota.
FOTO: Rodrigo Gadelha
Coordenador da campanha do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no Ceará, o deputado federal eleito e presidente estadual do PSL, Heitor Freire, votou na manhã deste domingo (28), em Fortaleza, e disse esperar que o candidato do PSL vença o pleito "com quase 70% dos votos". Confiante em eventual vitória do partido, ele cravou ainda que, caso o candidato do PSL seja eleito, o governo federal não vai querer "nenhuma aproximação" com o governador Camilo Santana (PT) ou com o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), mas ressaltou que priorizará "uma política de Estado" em prol do Ceará.

"A nossa expectativa é a expectativa do que nós estamos vendo no dia a dia em todas as capitais e em toda a cidade de Fortaleza. Essa livre e expontânea manifestação é massiva, essa vontade do povo de bem, que quer mudança, quer renovação. Nossa expectativa é que Bolsonaro vença com quase 70% dos votos, hoje, nessas eleições", declarou, em entrevista.

Questionado sobre qual seria a relação de eventual governo do PSL com o Governo do Estado, que é do PT, Heitor Freire disse ainda que, caso o Palácio do Planalto seja comandado por Bolsonaro, não haverá aproximação com os governos estadual e municipal de Fortaleza. "Não temos nenhum vínculo, nem queremos nenhuma aproximação nem com o prefeito de Fortaleza nem com o governador do Estado, porém a nossa política é, sim, uma política de Estado, onde nós vamos trazer recursos e trabalhar para o povo cearense".

No Estado, ele acredita que o voto direcionado ao ex-governador Ciro Gomes (PDT) no primeiro turno não é "ideológico", o que poderia influenciar crescimento de Bolsonaro neste segundo turno.

"O voto do Ciro Gomes não é um voto ideológico, é um voto de aproximação. Eu escutei de muitos dizendo: 'eu vou votar no Ciro porque é alguém aqui da terra, a família dele é aqui da terra'. Ciro não se posicionou por ninguém, nós vencemos o Haddad aqui na Capital. Nós não tínhamos tempo de TV, onde agora nós tivemos tempo de TV e muitos do Interior puderam conhecer, de fato, quem era Jair Bolsonaro", apontou como fatores favoráveis ao candidato do PSL no Ceará.             (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.