Header Ads

Eduardo Girão aposta no desejo de renovação para chegar ao Senado

Eduardo Girão votou no Instituto Labomar da UFC,
em Fortaleza. FOTO: Fabiane de Paula

O candidato do PROS ao Senado, Luís Eduardo Girão, votou por volta das 10h deste domingo (7) numa das seções eleitorais localizadas no Instituto Labomar da Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza. Ele chegou ao local de votação acompanhado da esposa e das filhas, além do presidente do PROS no Ceará, o deputado estadual Capitão Wagner. Confiante em um resultado positivo, o candidato afirmou que sua campanha se baseou na verdade e apontou a necessidade de renovação na política. 

Na chegada, Eduardo Girão cumprimentou eleitores e se disse extremamente feliz com a campanha. Ele é apontado como terceiro colocado na disputa das vagas ao Senado no Ceará, segundo pesquisa Ibope/ TV Verdes Mares divulgada no sábado (6). O candidato do PROS aparece com 10% dos votos válidos, atrás de Cid Gomes (44%) e Eunício Oliveira (25%). Girão preferiu não comentar sobre a possibilidade de alcançar os líderes e ocupar uma das vagas.

Destacando a defesa da família, o candidato indicou apoio ao candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro. “Um voto consciente. Discordo de algumas posições dele, mas tenho alinhamentos com a defesa da vida desde a concepção. Contra o aborto ele foi o único que se posicionou, que teve a coragem. A questão da liberação das drogas que eu também sou contra, ele é contra firmemente. E mesmo a gente tendo discordâncias sobre a questão das armas de fogo, que ele quer liberar total, e em algumas outras pautas menores, eu vou votar nele e, se estiver no Senado, vou fazer o contraponto necessário para defender meus ideais. Eu vou estar defendendo o que acredito”.

Girão classificou a disputa deste ano como uma eleição diferente, marcada pelas denúncias de corrupção. “Isso fez a população despertar e ficar enojada da política, mas ao mesmo tempo não perder a esperança de que a gente precisar renovar esses políticos que estão aí. Porque na democracia não tem outro jeito, na democracia é através da eleição.”

O candidato permaneceu na fila esperando a vez de votar por cerca de 10 minutos, mas, com a demora, foi orientado pela coordenação da zona eleitoral a usufruir da prioridade concedida pela Justiça Eleitoral aos candidatos. Com a filha Maria Eduarda, de cinco anos, nos braços, Eduardo Girão se dirigiu à cabine de votação.

PROS
Presidente do PROS no Ceará, o deputado Capitão Wagner afirmou que a escolha por Eduardo Girão para a disputa ao Senado “não poderia ter sido melhor”. O dirigente classificou Girão como um nome novo, que representa o povo e com "bastante adesão nas ruas e nas redes sociais".

Sobre o cenário eleitoral para o partido, Capitão Wagner informou que a expectativa é de eleger três ou quatro candidatos para a Câmara e a mesma quantidade para a Assembleia Legislativa do Ceará.    (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.