Header Ads

Frete rodoviário da ANTT aumentará em 20% preço das frutas


O preço das frutas produzidas na região Nordeste poderão sofrer um aumento de até 20%.

Foi o que disse a este blog o presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas (Abrafrutas), empresário Luiz Roberto Barcelos, que é também sócio e diretor de produção da Agrícola Famosa, maior produtora e exportadora brasileira de melão.

Ele explicou que o preço do frete rodoviário, agora tabelado pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), foi reajustado para além do previsto pelos produtores e pelas próprias empresas transportadoras.

Luiz Roberto Barcelos deu um exemplo: quando o preço era livremente negociado entre as partes, sem qualquer intermediação do Governo, o frete das carretas que transportam cargas frias do Sul para o Nordeste, como as da Sadia e da Perdigão, cobravam R$ 17 mil. Na viagem de retorno, do Nordeste para o Sul, esse frete era em média de R$ 7 mil. “Agora, com o tabelamento, nós teremos de pagar R$ 11,5 mil pela viagem de retorno, o que, no caso das frutas, representará um aumento de 20%, algo que será muito difícil repassar para o cliente e para o consumidor final”, afirmou Barcelos.

Falando ao blog nesta manhã de quarta-feira, 3, diretamente de Genebra, na Suíça, onde se encontra para uma reunião da OMC, o presidente da Abrafruta anunciou que sua entidade entrará na Justiça com uma ação contra o tabelamento. “Vivemos em um País de livre iniciativa, de livre mercado, razão pela qual consideramos ilegal esse tabelamento que prejudica toda a cadeia produtiva”, finalizou.        (Blog do Egídio Serpa)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.