Header Ads

Juazeiro do Norte tem Guarda Civil com déficit de 60% de profissionais


O município de Juazeiro do Norte acumula um déficit de 528 agentes da Guarda Civil Municipal. Os dados foram obtidos a partir de levantamento feito pelo Badalo levando em conta a proporcionalidade de GCM por habitante contido no Estatuto Geral das Guardas Municipais.

Na cidade do Crato a situação é um pouco melhor, mas o prejuízo à população se mantém, e 250 homens fazem o serviço que deveriam ser desenvolvidos por 394. Eles se desdobram para realizar o patrulhamento e vigília dos equipamentos e logradouros públicos. Apesar do tipo atuação, os agentes da instituição de segurança nas duas cidades não dispõem de armamento de fogo.

A desvalorização do profissional e precarização dos serviços nas duas cidades se acumularam por décadas. Em audiências públicas e reuniões sindicais sempre foi comum a reclamação desde falta de fardamento à um posto de apoio para quem estava em serviço nas ruas. Nos último dois anos tem havido uma melhora no investimento mas o ritmo não acompanha o desgaste sofrido ao longo dos anos de abandono.

O secretário de segurança do Crato, Coronel Jarbas Freire, reconheceu o déficit e disse, em entrevista ao Badalo, que espera para 2019 a realização de concurso, mas que isso depende da situação financeira do município. O secretário destacou a importância da ação da guarda paralela às ações de segurança pública promovida pelo estado. Ele destacou também que o município já tem aprovado o projeto do Centro de Treinamento da Guarda que será instalada no município, o que deve contribuir para a qualificação dos profissionais.

A reportagem do Badalo esteve na Secretaria de Segurança de Juazeiro do Norte, mas não encontrou a pessoa responsável para falar sobre o assunto.           (Portal Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.