Header Ads

Três projetos cearenses são finalistas do Prêmio Itaú-Unicef; um é do Cariri


Visando destacar iniciativas que contribuam no desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social, o Prêmio Itaú-Unicef chega este ano a sua 13ª edição, com três projetos cearenses entre os seus finalistas. As ações são oriundas de Fortaleza, Campos Sales (região do Cariri) e Itapiúna

Na categoria Parceria em Ação, em que são reconhecidas parcerias entre organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas, o trabalho desenvolvido pelo Conselho de Pais de Campos Sales e pela Escola de Ensino Infantil e Fundamental José Augusto Sobrinho, no mesmo município, vem desenvolvendo um trabalho de melhora da aprendizagem escolar e da prática democrática e cidadã através  da literatura de cordel.

O projeto “Parceria em Ação – Cidadania Rimada no Cordel da Educação” promove, entre jovens de 11 e 17 anos de idade, atividades de leitura, escrita e produção de cordéis, poesia e palavras rimadas, abordando ainda temas como cidadania, ética, gênero, meio ambiente e cultura. “Nosso berço cultural é riquíssimo e o cordel tem um texto de fácil assimilação para eles. Isso vem despertando o interesse e eles se animam com a produção. Muitos enriqueceram o vocabulário e a gente percebe que os textos que os alunos fazem hoje têm mais a falar”, comenta a diretora da Escola de Ensino Infantil e Fundamental José Augusto Sobrinho, Luzilania Souza.

Desenvolvido desde 2017, segundo destaca, os estudantes participam do projeto diariamente no contra-turno, na sede Conselho de Pais de Campos Sales, e de forma interdisciplinar em sala de aula, três vezes por semana. “Nós inserimos a temática nas aulas de história, geografia, matemática. É  parceria de repasse de uma criatividade e conhecimento que já nos ajudou bastante. O Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de nossa escola aumentou e isso é muito gratificante”, afirma a diretora.

De Itapiúna, o fortalecimento da identidade e o desenvolvimento de competências individuais e coletivas é o carro forte do projeto realizado com estudantes da Escola Edimar Martins da Cunha e com jovens da comunidade Caio Prado, em parceria com o Centro de Apoio à Criança. A iniciativa concorre na categoria Parceria em Ação. 

Segundo o coordenador do projeto “A Voz da Juventude”, Washington Gomes, atividades envolvendo modalidades esportivas, cognitivas ou se utilizando de materiais em sala de aula  vem ajudando os jovens na busca por políticas públicas. Entre os benefícios com a iniciativa, destaca o engrandecimento e a valorização da vida. “Conseguimos dar uma visão de perspectiva a esses jovens, para que valorizem mais o semiárido, onde eles vivem, tendo um olhar diferenciado onde eles estão. Eles estão mais participativos e com boa autoestima. Com isso reduzimos a evasão escolar”, comenta.

Em Fortaleza, o projeto "Essa Ciranda é de Todos Nós: Pela Defesa do Direito à Proteção de Crianças e Adolescentes”, concorrendo na categoria OSC em Ação, promove uma educação em direitos de crianças e adolescentes através da formação artístico-cultural, promovendo a auto-organização para o fortalecimento da luta contra a violência institucional e a defesa de direitos de crianças e adolescentes. A iniciativa foi desenvolvida pelo Centro de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca).

Os vencedores do Prêmio Itaú-Unicef serão conhecidos em cerimônia realizada no auditório do Ibirapuera, em São Paulo, no dia 27 de novembro. O Programa é uma iniciativa do Itaú Social e do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), com coordenação técnica do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária).      (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.