Header Ads

Corpos das cinco pessoas da mesma família mortas durante tentativa de assalto a bancos em Milagres são sepultados


Moradores, amigos e familiares acompanham o cortejo com os corpos das vítimas. FOTO: Henrique Araújo-O POVO
Os corpos das cinco pessoas da mesma família que morreram na sexta-feira (7) durante uma tentativa de assalto a bancos com reféns, que deixou 14 mortos após um tiroteio com a polícia em Milagres, que fica na Região do Cariri, estão sendo sepultados em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco.

O empresário João Batista Magalhães, de 46 anos, o filho Vinícius Magalhães, de 14, a cunhada de João, Claudineide Campos, de 41, acompanhada do marido, Cícero Tenório, de 60, e do filho, Gustavo Tenório, de 13, que foram feitos reféns e mortos, foram velados neste sábado (8) em uma funerária no Centro da cidade. O sepultamento do empresário e do filho ocorreu no final da manhã no mesmo local.

Os outros três parentes foram levados para o distrito de Carmo, em São José do Belmonte, também no Sertão do Estado. Eles continuarão sendo velados no salão paroquial e sepultados no cemitério da comunidade, às 16h.

João Batista Magalhães e o filho Vinícius Magalhães são enterrados no cemitério de Alto de Bom Jesus. FOTO: Henrique Araújo-O POVO
Viagem ao Ceará
De acordo com familiares, João Batista tinha ido a Juazeiro do Norte, por volta das 21h30, buscar três parentes que estavam vindo de São Paulo para passar os festejos de fim de ano em Pernambuco. O voo deles chegou na cidade às 23h.

Quando o empresário voltava para Serra Talhada passou pelo local onde estava acontecendo à tentativa de assalto. Os criminosos tomaram o carro e fizeram o empresário, o adolescente e as três pessoas vindas de São Paulo de reféns, conforme informaram os familiares.

Perícia
A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou a identificação de 8 das 14 pessoas mortas. Das 14 vítimas do tiroteio, seis eram reféns e outras oito são suspeitos de participação da quadrilha que tentou roubar as agências. Três criminosos foram presos.     (G1 PE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.