Header Ads

PPL e PCdoB decidem se unir contra Governo Bolsonaro

O encontro contou com os candidatos derrotados Manuela D'Ávila e João Goulart Filho. FOTO: Karla Boughoff

Partido Comunista do Partido Brasil (PCdoB) e o Partido Pátria Livre (PPL) realizaram ato no domingo passado (02), em São Paulo, celebrando a união das duas legendas. A junção foi aprovada por aclamação, e segundo as lideranças presentes, tem como objetivo fortalecer a resistência democrática e empreender oposição ao Governo Jair Bolsonaro.

O ato político se constituiu de uma sessão conjunta do Comitê Centraldo PCdoB e do Congresso Extraordinário do PPL e se realizou, na cidade de São Paulo, na sede do Sindicato dos Eletricitários, no bairro da Liberdade. No dia anterior, 1º de dezembro, o Congresso Extraordinário do PPL aprovou sua incorporação ao PCdoB e indicou, também, um elenco de 40 lideranças para compor a direção nacional comunista.

Por sua vez, a direção do PCdoB aprovou a incorporação do PPL e convocou um Congresso Extraordinário para 17 de março do ano próximo, que terá como pauta a eleição de um novo Comitê Central para concluir o processo. Nesse sentido, foi aprovado documento de170 nomes, dos quais 130 são os atuais membros do PCdoB e 40 indicados pelo PPL.         (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.