Header Ads

Relembre a história de J. Macêdo, empresário pioneiro na indústria do trigo no Ceará



A vida dedicada ao comércio e à indústria de trigo rendeu a José Dias de Macêdo renome nacional. O empresário idealizador do Grupo J. Macêdo morreu na madrugada desta quinta-feira, 6, aos 99 anos. Ele deixa um legado de pioneirismo no Ceará que se estendeu para todo o País. O primeiro moinho de trigo construído no Estado evoluiu para a criação de uma das marcas de farinha mais conhecidas pelos brasileiros, a Dona Benta.

Nascido em Camocim em 1919, no Litoral Oeste, Dias Macêdo começou a trabalhar com vendas aos 20 anos, quando conseguiu emprego como representante comercial. Ele trabalhava para empresas de diversos setores, com produtos indo da manteiga à madeira. O empresário ainda embarcou no ramo de montadoras de carro depois da Segunda Guerra Mundial e conseguiu trazer as marcas Jeep, Mercedes-Benz, Ford e Toyota para o Nordeste.

Os frutos da parceria com as marcas estadunidenses foram o início das importações de 80 mil sacas de trigo. Com isso, J. Macêdo juntou-se a dois irmãos para começar a construção do primeiro moinho de trigo em Fortaleza. Em 1952, o empresário abria a primeira indústria no ramo de processamento de farinhas. O negócio foi consolidado e ele expandiu as atividades para outros estados, como Alagoas e Bahia. 

A farinha Dona Benta, produto mais conhecido do grupo J. Macêdo, foi a grande aposta do empresário no segmento. Ela foi primeira farinha do Brasil a ser vendida em sacos transparentes, foi pioneira também nas embalagens à vácuo e a primeira farinha a ser vendida fermentada. Depois do sucesso, o grupo entrou no mercado de massas e biscoitos. Marcas como Sol, Petybon, Brandini também se tornaram consolidadas. Regionalmente, outras quatro marcas de massas, três de biscoitos e duas de farinhas compõem as assinaturas da empresa.

Dias Macêdo foi agraciado com o Prêmio Tendência (Empresas Bloch), Troféu Sereia de Ouro (Grupo Edson Queiroz) e Medalha da Abolição (Governo do Ceará). Em 2017, ele foi escolhido como primeiro condecorado com a Medalha Ivens Dias Branco, pelo Governo do Estado.  

O velório de José Dias Macêdo acontece às 12 horas desta quinta-feira, na Igreja Cristo Rei. Às 15 horas, uma missa de corpo presente deve ser realizada. O sepultamento ocorre às 16 horas no cemitério São João Batista, no Centro.      (O Povo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.