Header Ads

Desmontada, adutora de Caririaçu passa por reforma inédita após cinco anos


Canos estão descontados no trecho de 5 quilômetros. FOTO: Guto Vital
Ao menos 5 quilômetros da adutora que leva água do açude Manoel Balbino, - atualmente com 4,95% de volume -, até a cidade de Caririaçu estão sendo requalificados. 

Para isso, todo o sistema nesse trecho foi desmontado há pelo menos dois meses para a reforma. A obra é da prefeitura, através da Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) e através do governo do estado, pela Cogerh (Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos). 

Os canos estão desconectados um do outro na beira da estrada da Serra de São Pedro, entre Juazeiro do Norte e Caririaçu. No total, são 13 quilômetros de extensão. Com isso, o município passou a ser abastecido pelo açude São Domingos II, em Caririaçu, com cerca de 22% do volume.

De acordo com Alberto Medeiros, gerente regional da Cogerh, a obra é para evitar a corrosão dos canos, principalmente durante as chuvas. Para isso, é feito um serviço de terraplanagem com uma base de cimento, para que o material não esteja mais em contato direto com o solo.

A adutora começou a operar em 13 de dezembro de 2014 e é a primeira vez que um serviço deste tipo é realizado no sistema. À época, os canos foram instalados de forma emergencial após o volume do açude São Domingos (que já abastecia a cidade), secar. A expectativa é que a obra termine no final de janeiro.   (Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.