Header Ads

Gasolina fica mais barata em Crato, Juazeiro e Barbalha



Um levantamento realizado pelo Jornal do Cariri, em alguns postos de combustíveis dos três municípios do Crajubar (Crato, Juazeiro e Barbalha), constatou uma redução média no preço do litro da gasolina de aproximadamente 2,20%, o que equivale a uma queda de 10 centavos no valor pago pelo consumidor na bomba. 

Conforme apurado, na primeira semana de Janeiro, o valor médio do combustível na região era de R$ 4,51. No início desta terceira semana do mês, o preço caiu para R$ 4,41. Em Juazeiro, um posto localizado na Avenida Padre Cícero está comercializando o litro da gasolina a R$ 4,39, menor valor pesquisado no eixo Crajubar. 

De acordo com a gerente do estabelecimento, Andressa Silva, na última semana o preço chegou a R$ 4,47, mas vem caindo desde então. Ela acrescenta que a redução já está sendo percebida pelos consumidores. “A maioria dos motoristas notou a queda no preço, principalmente aqueles que abastecem diariamente e em maior quantidade”, conta. De acordo com Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), desde o dia 1º de janeiro, a Petrobras já reduziu três vezes o preço da gasolina vendida nas refinarias, passando de R$ 1,508 para R$ 1,433, uma queda de 5,2% nesse período. No Ceará, o preço médio do litro de gasolina verificado na última semana foi de R$ 4,35. 

Os números mostram que apesar de ter ocorrido uma redução no preço da gasolina comercializada no Crajubar, os consumidores de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha precisam desembolsar um valor superior à média de preço do combustível a nível estadual. Em Crato e Barbalha, por exemplo, o litro dificilmente sai das bombas por menos de R$ 4,42. 

No levantamento de preços feito nos postos do Crajubar, o JC identificou também uma considerável variação no valor do combustível, que oscila entre R$ 4,39 e R$ 4,46. O economista Marcos Brito explica que a variação depende dos custos gerados no transporte da gasolina, entre a refinaria e o posto. “Alguns postos pagam mais pelo frete em relação a outros, e isso é repassado ao consumidor. Aqueles postos que possuem transporte próprio têm menos custos, e podem ofertar uma gasolina mais barata”. 

Ainda de acordo com o economista, a variação no preço do combustível, verificada nos postos do Crajubar, pode ser um bom indicativo para o consumidor. “Quanto maior a variabilidade nos preços, menor as chances de estar ocorrendo cartel entre os postos. Isso é bom para o consumidor, porque ele tem mais opções para escolher”, afirma Marcos Brito, acrescentando ainda que a variação no valor do litro da gasolina exige do consumidor uma pesquisa mais aprofundada. “Quanto mais pesquisar, maiores as chances de se pagar menos pela gasolina”, conclui.       (Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.