Header Ads

MEC volta atrás sobre mudanças em livros didáticos



O Ministério da Educação (MEC) resolveu voltar atrás da decisão que retirava a restrição de publicidades em obras didáticas como critério para a compra de livros que seriam distribuídos para estudantes de escolas públicas do País. A mudança foi confirmada, em nota, pelo órgão e deve integrar a nova versão do edital do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). 

O MEC suspendeu ainda o trecho que exigia que a obra estivesse"isenta de erros", bem como a obrigação de inclusão das revisões bibliográficas. Além disso, o órgão havia retirado os temas relativos ao combate à violência contra a mulher e a promoção da cultura quilombola do documento. 

O Ministério, por sua vez, reiterou o compromisso com a educação igualitária e afirmou não ser verdade que "o Governo Bolsonaro ou o ministro Ricardo Vélez decidiram retirar trechos que tratavam sobre correção de erros nas publicações, violência contra a mulher, publicidade e quilombolas de forma proposital".

O edital é base para orientação de aquisição de obras distribuídas pelo Governo a alunos do ensino fundamental das escolas públicas de todo o País.     (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.