Header Ads

Posto de combustível e carros são incendiados na 21ª noite de ataques no Ceará

FOTO: Rafaela Duarte
Criminosos incendiaram um posto de combustível em Caucaia e um carro na cidade de Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza, durante a noite desta terça-feira (22). Além das ações criminosas, o esquadrão antibombas foi acionado após uma suspeita de explosivos em um terminal de ônibus da capital. A violência no estado chegou à 21ª noite seguida.

Desde o dia 2 de janeiro, quando começaram as ações criminosas, ocorreram 235 ataques contra ônibus, carros, prédios públicos, prefeituras e comércios em 50 dos 184 municípios cearenses. As ações começaram em Fortaleza e se espalharam para a Região Metropolitana e diversas cidades do interior. A Secretaria da Segurança Pública do Ceará confirmou que 412 pessoas já foram detidas por envolvimento nas ações criminosas.

Para tentar conter os ataques, o governo estadual convocou 1.200 policiais militares da reserva para reforçar a segurança nas ruas. O Ministério da Justiça enviou agentes da Força Nacional e reforço da Polícia Rodoviária Federal para o estado. Policiais militares e agentes penitenciários de outros estados brasileiros também foram deslocados ao Ceará após o início dos crimes.

O ataque em Caucaia ocorreu em um posto de combustível localizado na rodovia CE-090, no distrito de Pacheco. Dois homens roubaram um carro e queimaram o veículo dentro do estabelecimento comercial. O fogo se alastrou e destruiu o local. Um dos criminosos foi atingido pelas chamas e socorrido por um comparsa.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e conseguiu controlar o incêndio ainda durante a noite. Segundo testemunhas, o veículo pertencia a um motorista de aplicativo e foi roubado no Bairro Parque Leblon. Após o assalto, o motorista foi abandonado em um matagal.

Na cidade de Pindoretama, criminosos incendiaram um carro particular em uma estrada do município. As chamas destruíram o veículo.

Ameaça de bomba
Em Fortaleza, uma plataforma do terminal de ônibus de Messejana precisou ser isolada devido a uma ameaça de bomba. Uma mala com materiais suspeitos foi deixada dentro de um lixeiro. O esquadrão antibombas da Polícia Militar foi acionado e, após realizarem o trabalho, constataram que dentro da mala havia apenas café solúvel, papel e uma peça de motocicleta.

No mesmo terminal, guardas municipais localizaram, em um dos banheiros, material inflamável e outros instrumentos que seriam usados para fazer bombas caseiras. O local ficou isolado durante 2h. (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.