Header Ads

Ceará registra segunda morte por meningite neste ano



O Ceará registrou mais uma morte em decorrência de meningite nesta semana. O caso ocorreu em Fortaleza e é o segundo óbito pela doença no Estado neste ano. A informação consta no último boletim semanal de doenças de notificação compulsória da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa). O perfil do paciente não foi informado pelo órgão.

Diferentemente do primeiro caso registrado no dia 7, o óbito não foi resultado da doença meningocócica, a forma mais grave de infecção, ocasionada por bactéria. Dessa vez, o registro consta sob a classificação "outras meningites", em que estão notificados casos de inflamação nas meninges em decorrência de infecção por vírus, fungos, protozoários, medicamentos ou câncer. Nessa situação, não há proteção por vacina.

Conforme o último boletim, o Estado registrou 44 casos de meningite neste ano, sendo cinco deles por doença meningocócica e 39 por outras meningites. Os dois óbitos registrados pela doença foram em Fortaleza.

No ano passado, o Ceará teve 401 casos confirmados da doença, o que presenta uma taxa de incidência de 4,5 casos por cada grupo de 100 mil habitantes, com 37 mortes registradas.

"Não há motivo para preocupação, porque o número de casos de meningite no Estado está dentro do esperado e abaixo do notificado no mesmo período do ano passado. A doença está se comportando conforme o esperado", esclarece Sarah Mendes, supervisora do núcleo de Vigilância Epidemiólogica da Sesa.

De acordo com ela, a população não deve tomar os casos como um alerta maior. Sarah também orienta que alguns cuidados precisam ser mantidos para evitar proliferação de doenças, entre as quais a meningite. As dicas são evitar aglomerações e ambientes sem circulação de ar, lavar as mãos e fazer uso de álcool gel.  (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.