Header Ads

Empregabilidade – em dois anos o Cariri terá oitenta novos profissionais em Geoprocessamento e Energias Renováveis

IFCE Juazeiro do Norte
Em 10 anos de implantação, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, IFCE, vem ampliando as ofertas de cursos em todo o estado. Este ano o campus de Juazeiro do Norte lançou mais dois na modalidade subsequente, ou seja, para quem já concluiu o ensino médio. “Geoprocessamento” e “Sistemas de Energia Renovável” colocarão no mercado oitenta profissionais daqui a dois anos. As duas áreas têm mercado amplo e demanda de profissionais no Cariri.

Com taxa de desemprego em 12% no país, buscar qualificação profissional é uma boa alternativa. A implementação dos cursos deve gerar impacto positivo na empregabilidade nesses setores e contribuir para o desenvolvimento regional, de acordo com o diretor de ensino do IFCE Juazeiro do Norte, Paulo Sérgio de Brito. “As duas áreas estão gerando uma demanda muito grande nos últimos tempos”, ressaltou.

A seleção foi feita com base no histórico escolar dos candidatos. As aulas estão programadas para iniciarem em 01 de abril, começo do período 2019.1. Os cursos são de regime semestral e noturnos, direcionados para as pessoas que precisam trabalhar durante o dia não perderem a oportunidade de estudar. “Geoprocessamento vai formar profissionais na competência de geotecnologia, com demanda gigante na área de saúde, indústria e comércio. Os de Energia Renovável vão atuar na manutenção de sistemas de energias alternativas, principalmente a solar, trabalhar em concessionárias ou como empreendedores”, resumiu.

Geoprocessamento: primeiro do Nordeste
Com a diversidade geológica e ambiental da Bacia do Araripe, há um universo de possibilidades para atuação profissional em Geoprocessamento. O coordenador do curso, José Vidal, apontou que este é o primeiro do Nordeste nessa modalidade. “Porque os que existem são de carga horária pequena, curta-duração, de 40h a 80h. Ou de pós-graduação, especialização. Técnico não existe ainda. E já existe uma demanda para esses profissionais no mercado que não está sendo atendida. Observando isso decidimos ofertar o curso”, destacou.

Segundo o professor Vidal, o curso é voltado para a área de geotecnologia. “Os alunos vão usar de ferramentas para planejamento, gestão e auxiliar tanto gestores públicos como privados na tomada de decisões, projetos e diversos setores no âmbito municipal e estadual, empresas de segurança, monitoramento de frotas. Hoje a geotecnologia permeia todas as áreas, desde saúde até meio ambiente. É muito abrangente, demanda que tem no Brasil todo”, pontuou.

Sistemas de energias renováveis: rico recurso caririense
Com sol abundante o ano inteiro, o Cariri é rico em recursos naturais que abastecem os sistemas de energias renováveis. O coordenador deste curso no IFCE Juazeiro do Norte, Alexandre Diniz, destaca que esse não é o único potencial. “A energia solar fotovoltaica está em expansão na indústria, comércio e setor público. Também existe uma demanda crescente das residências para reduzir a conta de energia elétrica. A energia dos ventos (eólica) se concentra nas grandes empresas geradoras localizadas no litoral e interior do Nordeste. São 472 parques, um deles no alto da Chapada do Araripe, divisa entre Piauí e Pernambuco”, afirmou.

Para o coordenador, o mercado atrai pessoas com inclinações ao empreendedorismo, porém, há empresas no Cariri que trabalham com energias sustentáveis. “Para quem quer abrir o seu próprio negócio. Também há empresas locais e nacionais que podem absorver essa demanda. Hoje elas têm contratado profissionais eletrotécnicos para fazerem serviços de manutenção e instalação”, revelou.

Cursos futuros
De acordo com Paulo Sérgio, o campus está programando mais três cursos a serem lançados em 2020. “Estamos trabalhando mais um integrado ao ensino médio, em Meio Ambiente, até porque temos o superior, Bacharelado em Engenharia Ambiental. Mas, estamos apenas iniciando a discussão. Outro superior em Engenharia Civil, que já está bem avançado e o de Engenharia Elétrica, em fase inicial”, concluiu. (Site Cariri Revista)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.