Header Ads

Morreu na madrugada desta quinta (28) em Crato o querido Monsenhor Feitosa


O Monsenhor Manuel Alves Feitosa faleceu aos 87 anos na madrugada desta quinta-feira (28), na sua residência na Rua Nossa Senhora de Fátima (Bairro Pimenta), em Crato. Com sua morte, a Diocese de Crato perde uma dos grandes evangelizadores do Cariri que percorreu várias cidades da região pregando a palavra de Deus e fazendo o bem, principalmente aos mais carentes. Oriundo de uma família pobre, ele nasceu no dia 25 de novembro de 1931 no Sítio Olho D’água em Arneiroz.

Em virtude da seca e já no ano seguinte trocou a região dos Inhamuns pelo Centro Sul do Ceará quando foi morar com os pais João Araújo Galvão e Francisca de Morais Feitosa no Sítio Poldrinhas na zona rural de Acopiara. Não demorou muito para notar sua vocação e, aos 8 anos de idade, passou a residir em Crato com sua avó Ana Leontina de Morais Feitosa quando deu início aos estudos rumo ao sacerdócio. Monsenhor Feitosa adotou Nossa Senhora da Penha como sua mãe espiritual.

Após sua ordenação a primeira paróquia que assumiu foi a de Jardim no ano de 1967 quando se tornou amigo das crianças e conquistou a juventude. Era, também, atleta e não dispensava uma boa partida de de fustal. Já no ano de 1975 assumiu a Paróquia de Lavras da Mangabeira e, cinco anos depois, a Paróquia de Nossa Senhora das Dores de Assaré, iniciando uma verdadeira luta por água junto com o povo daquela cidade.

Na década de 80 recebeu as bênçãos do Papa João Paulo II no estádio Castelão em Fortaleza e, no ano 2000, assumiu a Paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Crato quando se tornou pioneiro em nível nacional na criação do Terço dos Homens. Monsenhor Feitosa criou ainda a Missa da Juventude, o Grupo de Idosos, o projeto Sopão para crianças carentes e outros projetos de relevância social. Ele foi ainda o primeiro celebrante da Capela de Santa Luzia no bairro Pantanal em Crato.

Há 10 anos o papa Bento XVI elevou Padre Feitosa à dignidade de monsenhor, cuja honraria lhe foi concedida em cerimônia litúrgica no dia 19 de dezembro de 2009 em meio às comemorações pelas bodas de ouro sacerdotais. Na época, outros sete sacerdotes da Diocese de Crato foram agraciados pela Nunciatura Apostólica no caso os padres Nicodemos Benício Pinheiro, José Leite Sampaio (padre Duza), Antônio Onofre de Alencar, Vicente Alves Feitosa, Eusébio de Oliveira Lima e José Alves de Oliveira. O velório acontece na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, no bairro Pimenta. O sepultamento será amanhã na Sé Catedral de Nossa Senhora da Penha. (Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.