Header Ads

Caririenses entraram em campo neste sábado pela Série B do Cearense



Três jogos da Série B do Cearense foram realizados neste sábado (13). No estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, o Maranguape venceu o Maracanã por 1 a 0. Na região do Cariri ocorreram dois jogos. No estádio Mirandão, em Crato, o Azulão da Princesa empatou em 0 a 0 com o Pacajus. No estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, o Campo Grande ficou em um empate, também sem gols, com o Icasa.

No Mirandão
O Crato entrou em campo buscando a vitória. O Pacajus é considerado um dos times mais fortes do grupo B e também vinha de uma vitória na estreia. O primeiro tempo foi de poucas oportunidades para o clube cratense. Mas, na segunda etapa o time melhorou. Em cobrança de falta, Helton colocou uma bola na trave e quando o time estava sufocando o adversário houve uma queda de energia nos refletores do Mirandão. A partida ficou paralisada por quase 30 minutos. Quando o jogo foi reiniciado, o Crato continuou pressionando e nos acréscimos, houve mais uma queda de energia e o árbitro encerrou a partida. Pelo o que apresentou na etapa final, muitos torcedores do Azulão ficaram animados com a possibilidade de evolução do time.

No Romeirão
O confronto dos juazeirenses foi de pouca inspiração pelos dois lados. O Campo Grande vinha de derrota na estreia, quando perdeu para o Esporte Limoeiro por 2 a 0. Já o Icasa estreava na competição. A torcida alviverde marcou presença, na esperança de que o time conseguisse a primeira vitória.

No Verdão do Cariri, os passes errados, principalmente no meio-campo, prejudicaram o setor de ataque, Netinho foi quem mais perto chegou de marcar. Já no Campo Grande a proposta de agredir nos contra-ataques ficaram evidentes nas jogadas com o lateral-esquerdo Edson. Davi foi outro atleta que se destacou pelo Tigre Juazeirense. No final, o empate foi justo pela produção das duas equipes.

Neste Domingo
Neste domingo (14) haverá mais um jogo pela Série B do Cearense. No estádio Presidente Vargas, o Caucaia enfrenta o Tirandentes. Enquanto a Raposa Metropolitana poderá utilizar pela primeira vez atletas do time profissional, pois na estreia, com problemas de regularização, teve que atuar com jogadores do sub-20, já no Tigre da Polícia Militar, terá a estreia do técnico Roberto Carlos, pois Daniel Frasson deixou o time após a derrota na estreia para o União. O Tiradentes também terá reforço no elenco, pois vários jogadores também foram regularizados.     (Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.