Header Ads

Família de Juazeiro monta força-tarefa para que filho com doença rara ande após cirurgia



Uma verdadeira força-tarefa está se formando em Juazeiro do Norte para que o pequeno Guilherme, de apenas três anos, possa ter chances de aprender a andar. O garoto é considerado paraplégico e passará por uma cirurgia no início de julho. Palestras beneficentes e uma vaquinha online foram organizadas por familiares e amigos para pagar a operação.

Ele sofre de uma doença chamada, mielomeningocele também conhecida como espinha bífida aberta. A condição é uma malformação  da coluna vertebral da criança em que as meninges, a medula e as raízes nervosas estão expostas. Acontece entre 18 e 21 dias de gestação e é o defeito do tubo neural mais comum, ocorrendo em 1 a 10 a cada 1000 nascimentos.

Até esta segunda-feira (10), a família havia arrecadado apenas R$ 100,00 dos 3 mil R$ necessita para fazer a cirurgia, a campanha encerra dia primeiro de julho.  Após o procedimento, Guilherme terá de usar um aparelho para que possa tentar se manter em pé. A família não tem condições de arcar com os custos da operação.

Palestra beneficente
O que fazer durante uma emergência em casa com uma criança? Levá-la ao hospital é a melhor solução diante de uma gripe simples? Quais os riscos de contaminação? Algumas dessas perguntas vão ser respondidas durante palestra beneficente nesta segunda (10), na Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte, às 19 horas.

O evento é promovido pela médica pediatra e neonatologista Lilianny Pereira, palestrante da área e especialista em cuidados domésticos com crianças. A fala vai alertar pais e cuidadores sobre o que fazer, por exemplo, diante de um quadro febril, diarreia, tosse intensa, ferimentos, desmaios e demais situações de urgências diárias.

A palestra é voltada também para babás e pessoas responsáveis por crianças cujos pais trabalham durante o dia e tem valor simbólico de R$ 10,00.

Lilianny explica que em caso de gripe simples, tratar os sintomas em casa é mais aconselhável do que levar a criança ao pronto-socorro. Na sala de espera é possível que haja contato com outros pacientes com quadro de pneumonia e meningite, por exemplo, doenças com alto índice de contágio.

Para ajudar

Caixa Econômica
Agência: 0684
Operação: 013
Conta 00058561-2
Angélica Luiza da Silva Santos
Telefone: (88) 9 9969-0943 (Caroline Santos)        (Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.