Header Ads

Após sete meses de manutenção, adutora de Caririaçu deverá deixar de ser um problema

Canos às margens da CE-060 durante troca da tubulação em janeiro. FOTO: Guto Vital
Os 13 km da adutora emergencial que abastece Caririaçu há cinco anos, passam por manutenção desde o fim de 2018 para evitar os constantes vazamentos. A obra que se estende há cerca de sete meses deverá ser concluída apenas na segunda quinzena de julho.

Em janeiro deste ano, quem subia a Serra de São Pedro em direção ao município, via nas margens da CE-060 diversos canos de ferro empilhados.

Bombeando água do açude Manoel Balbino (Açude dos Carneiros), apenas parte da adutora teve canos trocados na primeira etapa da obra. Um motor instalado na metade do trajeto supre o trecho ainda sem os novos canos. Na terça (2), no entanto, uma nova remessa de tubulações chegou na cidade e deverá ser instalada semana que vem.

Desde a inauguração em 2014, a adutora que teve construção festejada pela população de Caririaçu, apresenta problemas de vazamento durante o trajeto entre o reservatório e a sede do município, distante 28 km de Juazeiro do Norte.

Este é um dos principais motivos para que a cidade tenha aderido a um racionamento de água desde 2013. Os pontos de vazão ocorrem em grande quantidade por conta das curvas da estrada. Em 2018, uma moradora registrou um vazamento onde o jato d´água atingia cinco metros de altura.

Os 6 km de novos canos devem começar ser instalados até o dia 20 de julho.

Manoel Balbino

Principal reservatório para abastecimento de água em Caririaçu, o Manoel Balbino, conhecido como Açude dos Carneiros, tem atualmente 7,76% de volume de água. De acordo com o gerente regional da Cogerh, Alberto Medeiros, índice é suficiente para garantir a qualidade da água na adutora até agosto do ano que vem.                    (Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.