Header Ads

Candidatos passam mais de 12 horas em fila por vagas de emprego em cidade cearense



Na busca por uma vaga de emprego, candidatos encararam longas filas por mais de 12 horas em frente ao Sine/IDT, de São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Fortaleza. As 170 vagas são destinadas para a área de construção civil. De acordo com os candidatos pelo menos mil pessoas esperaram a seleção por uma vaga no começo da manhã desta segunda-feira (22).

Após a abertura do órgão, os candidatos informaram que por volta de 8h30 foram orientados para colocarem os currículos em uma urna improvisada de papelão.

O Sistema Nacional de Emprego Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (Sine/IDT) informou que a primeira fase consta de uma triagem do currículo e os candidatos podem procurar o órgão no Pecém até o final da tarde para concorrer. 

"Estou deste ontem à tarde na fila, 16h e já tinha chegado dois ônibus com muita gente. Tem gente até do Maranhão, do Rio Grande do Norte", disse o candidato a pedreiro Washington Mendes que está desempregado há um ano. Ainda de acordo com Washington após esperar por mais de 12h na fila os funcionários do Sine/IDT apenas colocaram uma urna para os candidatos colocaram os currículos. 

O candidato Mateus Brito lamentou a situação. " Teve confusão e eles cancelaram a seleção. Apenas deixaram uma caixa de papelão para colocarmos os currículos dentro", acrescentou.

Mateus relatou que é de Mundaú e chegou por volta de 20h do domingo para tentar voltar ao mercado de trabalho. Durante à espera chegou a fazer amizade com os candidatos e que inclusive pediram pizza para jantar. 

A gente sempre tem que ter fé em Deus para conseguir. pode ser que der certo", disse o concorrente a vaga de servente, Deljunior Costa, desempregado há 4 anos. O homem chegou por volta de 18h deste domingo e apesar de ver a multidão de concorrentes não perdeu as esperanças.

Vagas
São oportunidades para eletricista (1), técnicos em segurança do trabalho (1), betoneiro (1), pedreiros (29), carpinteiros (23), armadores (35) e serventes (80).                         (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.