Header Ads

Emoção no último adeus ao professor, radialista e escritor Daniel Walker

Muitas coroas de flores chegaram ao velório de Daniel Walker. FOTO: Normando Sóracles
“No dia em que o Padre Cícero for beatificado, ali terá um dedo de Daniel Walker por força das suas pesquisas contribuindo para a revisão da história”. A afirmação foi feita pelo professor e radialista, João Hilário, numa saudação póstuma ao seu amigo momentos antes da urna mortuária descer ao jazigo no Cemitério Parque Anjo da Guarda. O corpo de Daniel foi sepultado no final da manhã desta sexta-feira em Juazeiro do Norte em meio a um clima de comoção, tristeza e já de saudades.

Discursaram ainda os professores Raimundo Araújo, Renato Casimiro e Lázaro Alves do Nascimento, além do médico Carlos Macedo. Não só a vida e a obra do professor, radialista, historiador, jornalista e escritor, Daniel Walker, foram aludidas, mas, também, o seu gesto altruísta quando doou um dos seus rins a um irmão há 50 anos. Na época, se constituiu no primeiro doador em nível de Nordeste e terceiro do Brasil com apenas 21 anos de idade.

Ainda na sua saudação, João Hilário rogou para que todos assumam um compromisso com a memória de Daniel e “fiquemos com um pedacinho dele guardado em nossos corações”. Antes da missa de corpo presente, falaram a esposa Tereza Neuma, os filhos Michel e Daniel Júnior, o novo reitor da Universidade Regional do Cariri (Urca), os amigos Renato Casimiro e Aguinaldo Carlos e o prefeito de Juazeiro, Arnon Bezerra.

Este último salientou que Daniel Walker deixou provas inequívocas do seu amor pela terra do Padre Cícero, além de contribuir na valorização e difusão da história de Juazeiro do Norte e do sacerdote. “Ele foi uma das principais referências quando se tratava da história de nossa cidade resgatando sempre o passado, personagens, e o processo de desenvolvimento com bastante entusiasmo”, acrescentou o prefeito.

Milhares de pessoas passaram no velório de Daniel Walker desde a tarde de ontem e a todo instante chegavam coroas de flores enviadas por amigos, políticos, ex-alunos, colegas professores, artistas, entidades de classe, da Prefeitura de Juazeiro, escolas, empresários, associações, grupos católicos e do governador Camilo Santana.

O diretor do Centro de Dermatologia de Juazeiro, Evandro Freitas, lembrou ter sido seu aluno no Centro Educacional Professor Moreira de Souza e na URCA. “Sua simplicidade não deixava transparecer tanta riqueza espiritual”, resumiu. Marisa Rosa, Socorrinha Sousa e Liraneide Maria, também, foram alunas e o consideraram um "ótimo professor". Já Jussier Soares Pereira manifestou o orgulho de ter sido amigo de Daniel, enquanto o internauta e ex-aluno, Vamberto Costa, o considerou homem culto.

Residente em Barro, Francisco Luiz Tavares também foi seu aluno no curso de História da URCA. “Era dotado de uma incrível visão de mundo, da riqueza do diálogo e do valor da pesquisa”, escreveu. Fátima Teixeira Loma também manifestou o orgulho de ter sido sua aluna e, depois, colega professor. “Dias de grande aprendizado e troca de experiência’, classificou, enquanto o internauta Téo Alenquer o definiu como um ícone do magistério, da imprensa e da pesquisa.

RESUMO – Daniel Walker Almeida Marques faleceu no final da manhã desta quinta-feira num leito de UTI do Hospital Santo Antônio de Barbalha aos 71 anos. Ele nasceu em Juazeiro no dia 6 de setembro de 1947 e era filho de José Marques da Silva (Zeca Marques) e de Maria Almeida Marques. Foi casado com a também professora Tereza Neuma de Macedo e Silva Marques com quem teve dois filhos. Nos últimos anos administrava o site Portal de Juazeiro, além de ter atuado em emissoras de rádio.

Foi igualmente correspondente de jornais e revistas de nossa capital, além de professor no Colégio Estadual de Juazeiro do Norte, Centro Educacional Professor Moreira de Sousa, Escola Técnica de Comércio, Colégio Menezes Pimentel, Escola de 2º Grau Governador Adauto Bezerra e do Cursinho Pré-vestibular Objetivo, além de ingressar no quadro de professores da antiga Faculdade de Filosofia do Crato em 1982, hoje Universidade Regional do Cariri (URCA).

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.