Header Ads

Taxista juazeirense leva imagem do Padre Cícero ao túmulo de irmã Dorothy Stang, no Pará


Homenagem foi feita pelo taxista por ver semelhança nas histórias do Padre Cícero e da missionária
O taxista juazeirense Joaquim Calixto viajou 1.850 quilômetros de carro de Juazeiro do Norte até a cidade de Anapu, região amazônica do Pará, para realizar o sonho de entregar imagem do Padre Cícero no túmulo da missionária Dorothy Stang, morta em 2005. Conhecida como irmã Dorothy, ela foi morta por fazendeiros.

A religiosa foi assassinada com seis tiros em um local conhecido como Projeto de Desenvolvimento Sustentável Esperança (PDS), a 50 km de Anapu. Ela era a maior liderança do projeto, atraindo a inimizade de fazendeiros da região que se diziam proprietários das terras que seriam utilizadas no projeto.

Joaquim, que já morou no município paraense, disse que desde a época do crime sentiu vontade de juntar a imagem da missionária com a do Padre Cícero, por julgar que a história de vida dos dois ícones eram parecidas. "Padre Cícero lutou pelos pobres, é uma missão muito bonita assim como a da irmã", disse.




Dorothy Stang chegou ao Brasil nos anos de 1970 para realizar trabalhos pastorais na região amazônica. Sua atuação focou projetos de reflorestamento e de geração de emprego e renda para a população pobre local.

Foram três dias de viagem do Ceará ao Pará. O taxista que trabalha há 36 anos no ponto do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes conta que percorreu a Rodovia Transamazônica até o destino final. "Quando cheguei com a imagem do Padre Cícero houve uma comoção das pessoas no local, muita gente se aglomerou perto do túmulo para ver", conta.

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.