Header Ads

Cariri tem 3 municípios entre os 20 mais bem avaliados no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira


Por Redação Gazeta do Cariri

O Ceará tem 13 municípios entre os 20 brasileiros com maiores notas no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) 2019. Sobral, Jijoca de Jericoacoara e Milhã também garantiram ao Estado as três primeiras posições no indicador nacional, que avaliou 4.909 municípios em todo o Brasil analisando as oportunidades de educação de qualidade oferecidas para crianças e adolescentes. 

Com nota 5,1, o Ceará também conquistou a primeira posição no IOEB entre os estados nordestinos. Na média nacional, o Estado aparece em 4º lugar no Brasil empatado com Paraná e Santa Catarina. 

Pela terceira vez consecutiva, Sobral é o município brasileiro com a maior nota no IOEB. O município cresceu de 6,1, em 2015, para 6,6 em 2019, superando a média nacional (4,7). 

Os outros municípios cearenses em destaque são: Jijoca de Jericoacoara, em 2º lugar com nota 6,2; Milhã em 3º lugar empatada com Coruripe (AL) com nota 6,1; Coreaú e Nova Olinda (na região do Cariri) em 5º lugar com nota 6,0; Forquilha, em 8º lugar, com nota 5,9; além de Penaforte e Brejo Santo, também na região caririense, e Catunda, Ararendá, Deputado Irapuan Pinheiro, Eusébio e Itatira, que figuram em 11º lugar todos com nota 5,8. 

O Índice de Oportunidades da Educação Brasileira engloba da Educação Infantil ao Ensino Médio de todas as redes educacionais do município – rede estadual, municipal e privada -, incluindo também quem está fora da escola e não deveria estar, e identifica quanto cada cidade ou estado contribui para o sucesso educacional dos indivíduos que lá vivem. 

O IOEB é um índice único para cada localidade (município ou estado) formado pela relação entre os resultados educacionais, como o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais e finais do ensino fundamental e taxa líquida de matrícula do Ensino Médio; insumos educacionais: escolaridade dos professores, experiência dos diretores, número de horas-aula por dia, taxa de atendimento na educação infantil; e escolaridade média dos pais. 

Outras conquistas 
O Ceará também foi destaque nacional no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017. Segundo o Índice divulgado no ano passado, 82 dos 100 melhores resultados escolares do Ensino Fundamental são cearenses. 

No Ensino Médio, a rede pública estadual saltou de 3,4, em 2015, para 3,8 em 2017. Em dois anos, o Ceará saiu da 12ª posição e avançou para a 4ª, em comparação com as demais unidades da federação. 

Um estudo sobre a qualidade do Ensino Médio também revela que das cem escolas de Ensino Médio com bons resultados de aprendizagem e que atendem alunos com baixo nível socioeconômico, 55 são do Ceará. O levantamento foi realizado pelas instituições Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), Fundação Lemann, Instituto Unibanco e Itaú BBA.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.