Header Ads

Crato promove ações de intensificação do controle de Leishmaniose em comunidade da zona rural


A Coordenação Especial de Vigilância em Saúde está realizando entre os dias 12, 13 e 14, ações de intensificação do controle de Leishmaniose na localidade da Bebida Nova, zona rural do município do Crato.

De acordo com a Coordenadora Especial de Vigilância em Saúde, Arlene Sampaio, o trabalho está sendo feito casa a casa, com um contato cordial e repasse de informações de prevenção e cuidado. Após esse primeiro momento, são feitas atividades educativas de combate ao mosquito transmissor, oferta de teste rápido e sorologia para diagnóstico de leishmaniose canina.

"No Sítio Bebida Nova, até pelas condições geográficas, temos incidência de casos de calazar, por isso, iniciamos esse processo como forma de prevenção, zelando pela saúde da comunidade", destacou Arlene.

Segundo a agente comunitária de saúde, Edênia Teles, o propósito é visitar cerca de 170 famílias, com a finalidade de combater os focos e cuidar da saúde das pessoas da localidade.

O teste rápido e a sorologia canina são feitos pela técnica Natália, sob a orientação do veterinário do Ministério da Saúde, Marcelo Pinheiro.

PARA SABER MAIS

O que é?

A Leishmaniose é uma doença contagiosa, causada pelo protozoário Leishmania. Existem dois tipos: a de pele (tipo tegumentar) e a Leishmaniose visceral (tipo calazar). Enquanto uma se manifesta em forma de feridas na pele, a outra ataca órgãos internos, causando graves danos aos animais. Nos cães domésticos, ela é chamada de Leishmaniose Visceral Canina.

Transmissão

Os cães são picados por mosquitos que se alimentam de sangue, do gênero Phlebotomus, que estão contaminados com o parasita. Esses mosquitos se reproduzem em condições climáticas específicas e são endêmicos, ou seja, existem em certas regiões com maior ocorrência (geralmente uma região com muita umidade e calor).

Combatendo a Leishmaniose

Para evitar a propagação da Leishmaniose, aconselha-se, primeiramente, evitar a proliferação do mosquito-palha, mantendo o ambiente limpo, livre de entulhos e acúmulo de lixo. Higiene e limpeza são fundamentais para diminuir a incidência do mosquito transmissor. O uso de telas em portas e janelas também é recomendado.

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá Matheus, vamos fazer a correção. Confiamos na informação da assessoria da prefeitura, por isso, achávamos que estava correta. Obrigado!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.