Header Ads

Entenda porque o preço da carne varia em até R$9 nos pontos de venda em Juazeiro do Norte

FOTO: Normando Sóracles
O aumento nos preços da carne bovina chega a Juazeiro do Norte. O valor do produto registrou um aumento em todo o Brasil e os valores não devem diminuir até fevereiro de 2020, quando a oferta de animais para o abate voltar a crescer. 

A reportagem foi até o Mercado do Pio XII para entender como comerciantes e consumidores de Juazeiro do Norte estão sendo afetados pelo aumento nos preços das carnes bovinas. 

Há 22 anos trabalhando como açougueira, Maria das Dores considera o aumento recente um “absurdo”. Ela revela que o consumidor que antes pagava R$ 22 pelo quilo de alcatra, agora está pagando R$ 26, o equivalente a um aumento de 15%. Segundo a profissional, ainda há uma proposta para que os preços continuem a subir por mais uma ou duas semanas. A carne bovina mais barata atualmente é a fraldinha, que está por R$ 17, mas antes custava R$ 15. 

O açougueiro Aldemir explicou que o preço de R$ 26 é referente ao boi local, criado na região do Cariri. “Quando a carne vem de fora, só dá para vender de R$ 35 a R$ 39”, pontuou. Esse é o motivo para uma diferença de quase R$ 9 entre os preços do Mercado e dos Supermercados. 

O aumento dos preços diminuiu a quantidade de carne comprada pelo consumidor. “O cliente que comprava dois quilos tá levando um quilo, o que comprava três quilos tá levando um quilo e meio… As vendas baixaram mesmo”, declarou Maria das Dores. 

Mas não foi apenas na venda direta das carnes que a elevação dos preços impactou. Restaurantes também repensaram os valores cobrados. Há 12 anos trabalhando no Mercado, Dona Francinete já possui uma clientela fiel que precisou se conformar com o aumento dos preços cobrados por marmitas e caldos. “É o jeito, a gente vive sem outra coisa, mas sem comida ninguém vive”, declarou. A marmita que custava R$ 7 passou a custar R$ 9 e o caldo de carne subiu de R$ 5 para R$ 6. 

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.