Header Ads

Juíza Federal de Juazeiro morre após anos de luta contra o câncer, em Fortaleza


A juíza Débora Aguiar da Silva Santos, titular da 30ª Vara, da subseção de Juazeiro do Norte da Justiça Federal, faleceu na noite dessa sexta-feira, dia 27 de dezembro, no Hospital São Carlos, em Fortaleza. Ela lutava contra um câncer há alguns anos. Débora Santos deixa esposo e uma filha de 9 anos. 

O corpo de Débora Aguiar está sendo velado no Complexo Velatório Ethernus, em Fortaleza. O sepultamento está marcado para às 13h no Jardim Metropolitano. 

Ela estava como juíza em Juazeiro do Norte desde 2014. No ano de 2017 foi aprovado o requerimento do vereador Demontier Agra que concedia a doutora Débora o Título Honorífico de Cidadã Juazeirense “pelos seus inestimáveis serviços prestados ao povo e em especial a população de Juazeiro do Norte no que diz respeito aos seus serviços prestados a Magistratura Federal em nossa cidade desde 2014”, cita parte da propositura do parlamentar. 

Apesar da resolução nº 881, que concede o honraria, ter sido publicada no Diário Oficial de Juazeiro do Norte em 11 de dezembro de 2017. A honraria não foi entregue pela Câmara Municipal. 

A juíza era natural de Fortaleza e ingressou na magistratura Federal em 16 de abril de 2008 tendo atuado na 18ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Sobral e na 26ª Vara Federal de Fortaleza antes de assumir o cargo em Juazeiro. 

Ela era filha de pai pedreiro e de mãe prendas do lar. No seu discurso de solenidade que concedeu a titularidade a dez juízes federais substitutos da 5ª Região, Débora Santos fez questão de mencionar que era a primeira neta de um casal de agricultores com 12 filhos e tantos outros netos, bisnetos e tataranetos a concluir o ensino superior. 

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.