Header Ads

Após reunião em Juazeiro, tombamento do "pau de arara" segue para o Senado

FOTO: Elizangela Santos
Após reunião promovida pela Pastoral de Romaria dos Santuários de Juazeiro do Norte, com discussão a fim de dar prosseguimento ao projeto de lei para tornar o uso do “pau de arara” como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil, este enfim deve seguir para aprovação. O Projeto de Lei nº 3643/2015, que ainda tramita na Câmara dos Deputados em Brasília, deve seguir para o Senado. 

A reunião foi conduzida no Círculo Operário São José, na Basílica Menor de Nossa Senhora das Dores na última segunda-feira (6), e contou com a participação da Secretaria de Turismo e Romaria  do município, representantes religiosos e do Departamento Municipal de Trânsito. 

O assunto levanta várias questões delicadas quanto a liberação da circulação do transporte, sobretudo no quesito segurança, já que o veículo é destinado a transporte de cargas, sendo o transporte de passageiros nestas condições proibido. Diante dessa realidade, a proposta do Projeto apresentado é uma adaptação do veículo para que ele tenha condições de conduzir o romeiro de forma segura e mais confortável. 

Conforme discutido, o caminho será conduzir a tramitação do projeto, que ocorre na Câmara desde 2015, para o Senado Federal e logo após para a sanção presidencial, onde espera-se que até julho deste ano seja obtida a aprovação. 

“Para as romarias, este modelo de transporte prevalece até hoje, sendo considerado parte do processo, envolvendo toda uma mística, uma vez que o percurso é permeado de cânticos e orações, num clima de preparação para as atividades na Basílica”, justifica a Coordenadora de Romarias da Setur, Leda Barros. 

O diálogo, segundo o motorista do estado de Alagoas, Valdeir Davi, foi proveitoso e mostrou o compromisso e respeito com quem vive a experiência da romaria. “Nós nos preparamos todos os anos, durante meses, para essa vivência que é profundamente cultural. É bom contar com o apoio de representantes políticos que nos entendem”, disse.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.