Header Ads

Justiça proíbe Governo do Ceará de receber novos presos em dois presídios

Presídios ficam em Itaitinga, na Grande Fortaleza.
FOTO: Reprodução/TVM
O juiz corregedor de Presídios da Comarca de Fortaleza, Cezar Belmino Barbosa Evangelista Júnior, assinou portaria que proíbe a inclusão de novos detentos em duas unidades prisionais do Ceará. O documento foi publicado na edição desta segunda-feira (13) do Diário da Justiça Eletrônico. 

As duas unidades são a Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL-III) e a Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Penitenciário Elias Alves da Silva (CPPL-IV). A decisão tem efeito por 30 dias, valendo até 12 de fevereiro deste ano. As duas penitenciárias ficam em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). 

De acordo com a portaria, a proibição ocorre em razão do alto número de detentos que cumprem pena nessas duas unidades. Na CPPL-III, por exemplo, há 1.946 detentos e na CPPL-IV, estão reclusos 2.144 presos. As duas CPPLs têm capacidade para 936 presos cada. 

Os dados foram repassados pela própria Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), do Governo do Estado, em monitoramento semanal das unidades prisionais do Ceará, no último dia 8 de janeiro. 

A SAP foi contatada pela reportagem, mas não enviou resposta sobre a decisão da Justiça até a publicação desta matéria.                              (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.