Header Ads

Ceará tem 125 casos de coronavírus; Juazeiro segue com um confirmado e Crajubar tem 22 casos suspeitos


O número de casos confirmados de pacientes com coronavírus no Ceará subiu para 125 de acordo com novo boletim epidemiológico divulgado neste domingo (22) pela Secretaria da Saúde. Foram 41 casos a mais em relação ao último boletim divulgado no sábado (21). A quantidade de suspeitos e os casos descartados não são mais divulgados. 

Somente em Fortaleza são 116 casos. Outras cidades que registram casos confirmados da doença são: Aquiraz (5), Fortim, Juazeiro do Norte e Sobral com um caso cada. Além disso, existe um paciente natural de São Paulo que foi diagnosticado com a Covid-19 no Ceará. 

De sexta-feira (20) para sábado (21), o número de pessoas que testaram positivo no Ceará saltou de 68 para 84, conforme balanço da Secretaria da Saúde (Sesa), um acréscimo de 23,5%.

JUAZEIRO DO NORTE, CRATO E BARBALHA
A Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte, informou que, até a tarde deste domingo (22), o Município tinha 14 casos suspeitos de coronavírus que estão aguardando os resultados dos exames; 03 casos já foram descartados e 01 confirmado. A paciente que testou positivo para coronavírus permanece internada no Hospital Regional do Cariri e o quadro clínico é estável.


Em Crato, segundo a Secretaria da Saúde do Município, o boletim informou que 7 casos estão sob suspeita e 4 foram descartados.

Barbalha entrou na lista neste sábado (21), onde a Secretaria da Saúde confirmou o primeiro caso suspeito do Município. Segundo informações, o paciente deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo, sendo transferido para o Hospital Regional do Cariri (HRC), em Juazeiro, para realização do exame que deve atestar ou descartar o caso.

Transmissão comunitária 
O Estado do Ceará já registra caso de transmissão comunitária do novo coronavírus, de acordo informação do secretário de Saúde, Dr. Cabeto. A transmissão comunitária - quando o contágio da doença está ocorrendo dentro do próprio estado - aumenta a necessidade de isolamento social. "Agora passam a ser contágios múltiplos entre pessoas do próprio estado por isso aumenta mais ainda a importância do isolamento social", ressaltou Cabeto.                (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.