Header Ads

Número de casos suspeitos de coronavírus se mantém estável em Juazeiro, diminuem em Crato e aumentam em Barbalha; 359 foram confirmados no Ceará


Subiu para 359 o número de pessoas diagnosticadas com Covid-19 no Ceará, segundo informe a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), divulgado neste domingo (29). Mais um óbito foi confirmado no Estado, totalizando cinco, segundo a Pasta estadual. Mais cedo, no fim da tarde, o Ministério havia divulgado que o Ceará estava em terceiro lugar no ranking nacional, com 348 casos e 5 óbitos. 

Mesmo com a atualização, o Ceará segue em 1º lugar do Nordeste à frente da Bahia (154), Pernambuco (73), Rio Grande do norte (68), Alagoas (17), Maranhão e Sergipe, com 16 cada, além da Paraíba e Piauí (14). 

Dos 184 municípios cearenses, 11 já estão com registros confirmados da Covid-19. São Aquiraz (7), Caucaia (1), Fortaleza (338), Fortim (1), Itaitinga (1), Juazeiro do Norte (1), Maracanaú (1), Maranguape (1), Mauriti (1), Quixadá (2) e Sobral (5). Fortaleza reúne todos os óbitos.

CRAJUBAR
A Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte divulgou em seu boletim na noite deste domingo que o número de casos suspeitos eram 34, além de 7 descartados e 1 confirmado. Os dados não sofreram alteração em relação ao boletim de sábado (28).

Em Crato no sábado eram 7 casos descartados e 26 em investigação. Já na noite deste domingo o número de descartados subiu para 13 e o de suspeitos passou para 20.

Em Barbalha, houve o aumento de mais um caso em comparação ao boletim divulgado no sábado pelo Município, quando eram 21 sob investigação. Agora são 22 casos suspeitos e nenhum descartado.

MORTOS POR CORONAVÍRUS NO CEARÁ 
Os três primeiros óbitos em decorrência da Covid-19 no Ceará foram registrados entre 4 e 11 dias após os primeiros sintomas do coronavírus nas vítimas. Entre elas, duas mulheres, de 84 e 85 anos, e um homem de 74 anos. Os três tinham doenças crônicas pré-existentes e moravam na Capital. 

A quarta morte foi divulgada pelo governador Camilo Santana, neste sábado (28). Já a quinta foi anunciada neste domingo. O governador também anunciou a prorrogação do decreto de fechamento de comércios e estabelecimentos não essenciais até 5 de abril.

No Estado, o primeiro paciente com coronavírus foi confirmado no dia 15 de março e, cinco dias depois, a Sesa oficializou que o Estado chegou a transmissão comunitária, quando não é possível saber a origem da infecção.

PACIENTES INTERNADOS COM CORONAVÍRUS NO CEARÁ 
Dentre os 359 casos confirmados, 27 (7,5%) estão hoje em internação hospitalar sendo que destes, 10 (37,0%) estão hospitalizados em enfermarias, 17 (63,0%) estão em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 10 (2,8%) receberam alta hospitalar. 

Do total de pacientes internados, 26 (97,3%) estão em hospitais de Fortaleza. 

GOVERNO PRORROGA QUARENTENA 
Para tentar frear a transmissão da doença, dentre outras medidas, o governador emitiu um decreto no dia 19 de março restringindo a abertura de espaços como bares, comércios, igrejas e escolas e autorizando somente a manutenção dos serviços essenciais como farmácias, supermercados e hospitais. Neste sábado (28), ele prorrogou o Decreto por mais uma semana, até o dia 5 de abril. 

"O atual decreto vale até amanhã à meia-noite e eu, após todas essas reuniões, ouvindo, sei que é importante a preocupação do setor produtivo com a economia, negócios, essa preocupação é nossa também mas nesse momento o que deve prevalecer, e não tenho dúvida que estou tomando a decisão que considero mais correta nesse momento, é proteger o cearense", explicou Camilo Santana. 

Além disso, o Estado segue recomendando o isolamento social como forma de barrar a transmissão do novo coronavírus que vem apresentando, apesar das variações, uma curva de contaminação muito alta, com muitos casos confirmados em um curto intervalo de tempo no Ceará.                           (Gazeta do Cariri / Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.