Header Ads

Câmara de Missão Velha retira votação do projeto de quase R$ 700 mil proposto ao SAMU


Após reação da oposição e da população, o presidente da Câmara de Vereadores de Missão Velha, José Nairton (PT), recua e retira da pauta a votação para o projeto encaminhado pelo executivo que dispõe sobre a implantação da base do SAMU, que foi inaugurada recentemente. 

O projeto foi retirado da pauta na sessão, realizada via videoconferência, na última quarta-feira (22), a pedido da bancada da oposição. Segundo o executivo, o projeto de aporte de 682 mil reais para implantação, manutenção e gerenciamento do Serviço Médico de Urgência (SAMU), seria para contratação, material de consumo, aluguel do imóvel, obrigações patronais, equipamentos e material permanente, ente outros serviços. 

A oposição junto com a opinião pública criticou o teor e a forma apressada pelo prefeito Diego Feitosa, do projeto de quase 700 mil reais que sairia dos cofres do município. O valor exorbitante causou estranheza na população e foi alvo de manifestação nas redes sociais. Este projeto teria passado despercebido se não fosse a ação de mobilização dos vereadores da base de oposição. 

Na implantação do Samu Ceará (192), o Governo do Ceará, através da Secretaria da Saúde, responde pela operacionalização do serviço, desde o treinamento dos profissionais, passando pelo pagamento dos salários até a gestão do serviço. O Ministério da Saúde participa com a liberação das ambulâncias e os municípios cedem o prédio ou instalações para o funcionamento do Samu Ceará 192. 

Vale lembrar que a sede do SAMU, em Missão Velha, está bem estruturada, incluindo cerca elétrica, infraestrutura adequada e equipada. 

A matéria será pauta na sessão da Câmara na próxima quarta-feira (29).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.