Header Ads

Novos tremores de terra são registrados em Palhano e Russas

Região afetada por tremores de terra. Imagem: Labsis/UFRN
O Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) registrou, nas últimas 48 horas, mais de 60 tremores de terra nos municípios de Palhano e Russas, na região do Baixo Vale do Jaguaribe, no interior do Ceará. 

A maioria dos abalamos é de magnitude reduzida – em torno de 1.6 graus na Escala Richeter. Somente na madrugada desta segunda-feira (27), às 3h23, foram registrados 34 eventos. 

No período de 3 de novembro de 2019 até hoje (27 de março) já foram registrados 395 tremores de terra região. O epicentro dos abalos ocorre em região limítrofe entre os municípios de Russas e Palhano, de acordo com o Labsis da UFRN. 

O coordenador do Labsis da UFRN, Eduardo Menezes, frisou que normalmente, no Nordeste brasileiro, se tem uma atividade sísmica difusa, às vezes com a ocorrência de muitos eventos, e com um ou outro tremor de maior magnitude. “Não sabemos como essa atividade vai evoluir podendo, inclusive, virem a ocorrer tremores de maior magnitude”, pontuou. 

Na madrugada deste domingo (26), entre as 1h45 e 5h45, os tremores tiveram magnitude entre 1.6 graus na Escala Richter e 2.0. Houve também registro de um tremor de terra na região de Beberibe de magnitude de 1.7 graus. 

“O que nos desperta a atenção é a quantidade de tremores, embora de magnitude reduzida”, pontuou o geofísico Eduardo Menezes, coordenador do Labsis/UFRN. “Vamos continuar monitorando e acompanhando esses eventos”, ressaltou. 

Segundo o chefe do laboratório de sismologia da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), Francisco das Chagas Brandão Melo, destacou que a Cedec acompanha o caso em parceria com o LabSis. “Não houve aumento de intensidade, só de quantidade, sem problema de afetar estruturas de residências”, pontuou. “Estamos atentos ao que está ocorrendo por lá”, garantiu.      (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.