Header Ads

Resultados de exames para Covid-19 feitos na rede pública do Ceará podem ser acessados em site


A Secretaria de Saúde (Sesa) agora disponibiliza em seu site os resultados dos exames laboratoriais para Covid-19 feitos na rede pública. A plataforma, chamada Saúde Digital, está disponível no site da pasta e pode ser acessada por gestores e pela população. 

Para acessar o documento, o usuário deve acessar a ferramenta, que está no cabeçalho da página, no canto superior, do lado direito. Ao clicar, o sistema exibirá uma nova tela, com espaço para o “Acesso do Cidadão”. A partir daí é preciso inserir o primeiro nome do solicitante e a data de nascimento. 

A validação dos dados será confirmada por meio do nome completo do usuário, primeiro nome da mãe e a unidade de atendimento, local em que o exame foi coletado. Apesar da facilidade, o usuário precisa saber que o resultado do exame é apenas informativo e não substitui o laudo. 

Testagem 
No Estado, duas entidades de saúde estão responsáveis pelo processamento dos exames, o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce), da rede pública estadual. 

Até o momento, pelo menos 37 mil exames de biologia molecular foram realizados no Estado, segundo a última atualização de dados do IntegraSUS. 25.679 deste total foram realizados na rede pública. 

Para a secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, Maga Almeida, a mudança de um sistema fechado para o de livre acesso é fundamental para transparência. “O Saúde Digital dará empoderamento ao cidadão para que ele tenha acesso ao resultado do exame para Covid-19. O usuário pode acessar a qualquer momento esse resultado”, avalia. 

O sistema também é um auxílio para os gestores municipais, que poderão acompanhar a situação dos resultados da sua população, facilitando o controle epidemiológico. “Isso possibilitando um melhor planejamento das ações nos municípios e regiões de saúde”, reforma Magda. 

A secretária explica ainda que a plataforma de armazenamento de dados da rede pública, o  Gerenciador de Ambiente Laboratorial (Gal), do Ministério da Saúde (MS), tem o acesso restrito. Por isso, é preciso que essas informações sejam trabalhadas antes de vir ao público. “A equipe transformou os dados para disponibilizar as informações para o cidadão e gestores. É um passo importante na Plataforma de Modernização da Sesa”, enfatiza Magda.                     (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.