Header Ads

Cariri tem cerca de 75 profissionais da Saúde infectados com o novo coronavírus

FOTO: Normando Sóracles
Cerca de 16 óbitos já foram registrados pela Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), entre pessoas que trabalham na linha de frente da pandemia. Os dados atualizados na plataforma IntegraSUS mostram maior letalidade em Fortaleza, epicentro da doença, com 9 óbitos. No Cariri, cerca de 75 profissionais já foram infectados. 

Crato é a cidade com o índice maior. De acordo com a Sesa, já são 21 pessoas da linha de frente com o novo coronavírus. Não há nenhuma morte deste tipo no Cariri. Juazeiro do Norte tem 19 profissionais infectados. Já Barbalha, ainda segundo o governo do estado, tem 11, mesma quantidade observada em Várzea Alegre. 

Em todo o Ceará são 7.010 casos. A profissão mais vulnerável ao vírus são os técnicos ou auxiliares de enfermagem, com 2.059 casos confirmados. Eles também são os que mais morrem, contabilizando 6 dos 16 óbitos no estado. A profissão menos exposta é a de motorista de ambulância, com 129 confirmações. 

No grupo dos médicos, já foram identificados 954 testes positivos para covid-19 e 4 óbitos. 

O Hospital Regional do Cariri informou que quando um profissional do hospital é positivado com Covid–19, ele é afastado e colocado em isolamento domiciliar, em casos leves. Seu retorno ocorre 14 dias após os primeiros sintomas. Antes de retornar às atividades, o profissional passa pelo setor de Saúde e Segurança do Trabalho (Sesmt).

(Fonte: Site Miséria)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.