Header Ads

Cearense de 104 anos tem alta de Covid-19


O brasileiro mais velho a vencer o novo coronavírus até agora pode ser de Camocim, na Região Norte do Ceará. Morador da zona urbana do município, Francisco Pereira, de 104 anos, teve entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade com sintomas graves da doença em 18 de maio, mas respondeu bem ao tratamento e teve alta quatro dias depois. 

As informações foram confirmadas pelo médico Emmanoel Saraiva, gerente administrativo da UPA de Camocim. “Ele iniciou com um quadro de dificuldade respiratória bem importante, então teve necessidade de seguir o protocolo, inclusive com uso de oxigênio”. Segundo documentos apresentados para o atendimento, Francisco nasceu em 11 de janeiro de 1916.



O idoso teve alta em 22 de maio, mas a confirmação do positivo para a Covid-19 saiu apenas nos últimos dias. “Tomamos um susto, mas ele tomou os medicamentos, foi bem atendido e está bem, graças a Deus”, diz Dainara Pereira, 24, neta de Francisco. Depois de deixar a UPA, o paciente cumpriu período de quarentena e já está em casa com a família. 

De origem humilde, Francisco é inscrito como analfabeto no registro civil e vive na zona urbana de Camocim, no bairro Boa Esperança. Segundo a família, o idoso tinha o hábito de fumar, mas abandonou o cigarro há dois anos. 

Camocim, na Região Norte, é hoje um dos epicentros da epidemia de coronavírus no Ceará, com 688 casos confirmados da doença. Segundo dados da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), o município registrou 31 óbitos por Covid-19 e 451 casos recuperados. Na última segunda-feira, 8, entrou em vigor em toda a Região Norte decreto do governado Camilo Santana (PT) impondo um isolamento social mais rígido. 

Homem mais velho 
Até agora, Francisco Pereira pode ser o paciente mais velho a se recuperar do novo coronavírus no país e um dos homens mais idosos a se curar da doença em todo o mundo. Em maio, o também cearense Diolindo Ferreira Neto, de 102 anos e morador de Carnaúbal, na Ibiapaba, também teve alta após ser confirmado com a Covid-19. 

Os cearenses só ficam atrás de um caso registrado do Irã. Segundo o jornal iraniano Tehran Times e as agências de notícias Sana e Ilna, um homem de 106 anos se recuperou da doença ainda no final de abril na província de Qom, próxima da capital Teerã.                     (O Povo e Camocim Online)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.