Header Ads

Exoneração de Regina Duarte é publicada no Diário Oficial da União


A exoneração de Regina Duarte da Secretaria Especial da Cultura do governo Bolsonaro foi publicada na edição desta quarta (10) do Diário Oficial da União, 20 dias depois de a atriz anunciar que deixaria o posto. 

Também na edição desta quarta foi publicada a dispensa de Regina do Conselho do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado. Ela era uma das representantes da sociedade civil no órgão e pediu para sair. 

Na sexta-feira (5), Regina postou em sua conta no Instagram que ainda trabalhava na Secretaria Especial da Cultura.

Na mesma publicação, Regina disse que não se permitiria deixar "incompletas lutas e conquistas para o setor cultural" e afirmou que havia sido convocada pelo Ministério do Turismo a participar de uma reunião do Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual. 

O cargo ocupado oficialmente pela atriz durante dois meses ainda não tem substituto. Um dos nomes mais fortes para assumir o lugar de Regina é o ator Mário Frias. Mas, nos corredores da secretaria, essa é uma hipótese que vem perdendo força. 

Quando disse que deixaria a Secretaria Especial da Cultura, Regina anunciou que o presidente Bolsonaro havia destinado a ela um cargo na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. 

No entanto, a nomeação foi descartada pelo governo. A instituição passa por uma crise financeira, com falta de repasses e salários de funcionários atrasados desde abril. 

A empresa que faz a manutenção da refrigeração da Cinemateca deixou de atender a instituição no fim da tarde desta terça (9), por falta de pagamento. Procurada, a Acerp (Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto), que gerencia o espaço desde 2018, confirmou a informação. 

A falta de manutenção e eventual corte do fornecimento de energia comprometem o acervo da Cinemateca.                   (Folhapress)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.