Header Ads

Mercado em Juazeiro do Norte registrou aglomeração neste domingo (21)

Mercado do Pirajá, em Juazeiro do Norte, registra aglomeração de pessoas. FOTO: Arquivo pessoal
Prestes a entrar em regime de isolamento social mais rígido, o Mercado do Pirajá, em Juazeiro do Norte, teve aglomeração na manhã deste domingo (21). As medidas do decreto do Governo do Estado começam a valer nesta segunda-feira (22). 

Conforme informações do diretor de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp), Paulo Menezes, a movimentação logo foi dispersa pelo trabalho de controle de fluxo da Pasta junto ao Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) de Juazeiro do Norte. 

"A fiscalização fica lá para dispersar esse tipo de movimento, estamos trabalhando em cima disso. Para isso, fazemos o acesso controlado e proibição da entrada de pessoas sem máscaras", explica.

Embora haja o esforço por parte do órgão, Paulo aponta que as aglomerações acontecem pela falta de conscientização de boa parte das pessoas acerca da gravidade da doença. 

Covid-19 no município 
Juazeiro do Norte apresentou aumento de 305% do número de casos confirmados da doença, essa situação também foi verificada na quantidade de óbitos com o crescimento de 219%. Por isso, a partir de segunda novas medidas mais rígidas serão implementadas conforme decretado pelo governador Camilo Santana. 

De acordo com secretária da Saúde do município, Glauciane Torres, esse incremento tem relação com a testagem. “Passamos a testar mais desde o último dia 10, e por isso os casos estão aparecendo mais”. 

No Ceará, o número de casos da Covid-19 chega a 92.866 e o de óbitos a 5.523, de acordo com informações da plataforma IntegraSUS, gerenciada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), atualizada às 14h29 deste domingo (21). 

Paulo revela que a fiscalização de espaços de atribuição da Semasp, a exemplo de comércios e locais públicos, terá um controle ainda mais rígido com o decreto. "Elaboramos um plano de ação para evitar aglomerações", informa. 

Retomada
O Governo do Ceará prevê que até o fim de julho 100% das atividades econômicas estejam liberadas para o retorno no Estado. Segundo Flávio Ataliba, secretário Executivo de Orçamento e Planejamento da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), a liberação, no entanto, não significa um afrouxamento dos protocolos sanitários. 

"Os protocolos precisam ser observados e temos que ter um comportamento responsável da população", acrescenta. Ao todo, são 16 protocolos sanitários, sendo 1 geral e os demais setoriais. 

A partir desta segunda-feira (22), Fortaleza entra na fase 2 do Plano de Retomada Responsável das Atividades Econômicas e Comportamentais.                            (G1 CE)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.