Header Ads

Polícia Civil prende paulistas e fecha laboratório de drogas em Juazeiro do Norte


Com o objetivo de desarticular pontos de vendas de drogas e combater os crimes de tráfico no município de Juazeiro do Norte, o Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas (NCTD) da Delegacia Regional de Juazeiro do Norte realizou, na madrugada deste domingo (21), uma ofensiva policial que resultou na prisão de dois paulistas e no fechamento de um local que seria utilizado como laboratório para a fabricação de drogas. Durante a ação foram apreendidos quase seis quilos de cocaína, além de maconha, prensa hidráulica, um veículo BMW e outros objetos utilizados nas atividades criminosas.

As diligências foram desencadeadas a partir de uma investigação conduzida pelo NCTD que apontou os indivíduos identificados como Luis Ricardo Ramalho Lourenço (35) e Mike Ramalho Meireles (27), tio e sobrinho, respectivamente, como suspeitos de realizar o comércio de drogas na Região. No momento da captura eles estavam em um imóvel de alto padrão, que também foi objeto das apreensões, situado no bairro Cidade Universitária, em Juazeiro do Norte.

No total, foram apreendidos quase seis quilos de cocaína, uma prensa hidráulica, sacos para embalagem de entorpecentes, uma pequena quantidade de maconha, relógios de pulso, R$ 2 mil divididos em moeda e espécie, diversos documentos, munições calibres .40 e .38, além dois automóveis, entre eles uma BMW, maconha e outros objetos utilizados para fabricação dos entorpecentes. Diante dos fatos, os homens foram conduzidos para a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte, onde foram autuados por Tráfico de Drogas, Associação para o tráfico e pela posse de munições.

Denúncias 
A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam auxiliar os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 99861-6987, que é o WhatsApp do Núcleo de Combate ao Tráfico de Drogas de Juazeiro do Norte, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.