Header Ads

Prefeitos do Crajubar seguem Governo, mas aumentam fiscalização

FOTO: George Wilson
Os prefeitos de Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha devem seguir as determinações do novo decreto estadual de flexibilização do isolamento para reabertura gradual da economia. Apesar de seguirem as orientações do governador Camilo Santana (PT), os gestores garantem que aumentarão a fiscalização em comércios e indústrias, para manter o enfrentamento ao novo coronavírus (covid-19). 

Ações de fiscalização feitas por servidores da saúde, guardas municipais, agentes da Vigilância Sanitária e Polícia Militar (PM) foram intensificadas desde a segunda-feira (1º), primeiro dia do novo decreto. A flexibilização é parte do “Plano Responsável de Abertura das Atividades Econômicas e Comportamentais”, do Governo do Estado. A nova estratégia foi apresentada pelo governador Camilo Santana, no dia 29 de maio, em anúncio nas redes sociais. O processo conta com uma fase inicial de transição, em que estão contemplados 17 setores, e mais quatro fases de abertura, obedecendo a critérios técnicos, sanitários e epidemiológicos. 

Em Juazeiro do Norte, o prefeito Arnon Bezerra, disse que vai seguir o decreto estadual, mas aumentando a fiscalização a setores com abertura prevista. Em entrevista à Rádio Plus FM, Arnon disse que esperava não ter que abrir um hospital de campanha no Município, mas que, isso só seria possível se houvesse uma estabilização no número de casos. O índice de infectados pelo novo coronavírus em Juazeiro não para de crescer e o Município é o epicentro da pandemia no Cariri. Ver matéria na página 5. 

Diante do avanço da doença, o secretário Lucimilton Macedo, em entrevista ao Jornal do Cariri, anunciou para esta quarta-feira (03), a inauguração da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Lagoa Seca, que funcionará como unidade de suporte à covid-19. A unidade terá 30 leitos de enfermaria e seis leitos com respiradores. O equipamento receberá pacientes encaminhados pela UPA do Limoeiro, Hospital São Lucas e Unidade Sentinela. Segundo Lucimilton, o combate à covid-19 será reforçado pelo Hospital de Campanha, que começará a ser erguido ainda esta semana. A previsão para conclusão está entre 12 e 15 dias. Serão 80 leitos e seis UTIs. 

Com uma situação mais tranquila, o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil (PT), disse que seguirá o decreto do governador, sem descuidar da fiscalização. Para Zé Ailton é a maneira de evitar que os casos aumentem de forma vertical. Ele cita os casos estabilizados em 72 confirmações e apenas um óbito, conforme boletim epidemiológico do domingo (31). Zé Ailton disse ter visitado as indústrias do Município para preparar a reabertura. Na segunda-feira (01), o prefeito se reuniu com representes da CDL, Urca, Associação Comercial, SindiLojas, UFCA, Sindicatos dos Trabalhadores Rurais, Sebrae e Câmara Municipal, para discutir o decreto, a fiscalização e o acompanhamento. 

O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB), avaliou a medida do governador como correta e disse que continuará seguindo as orientações. Argemiro disse que há uma pressão dos setores comerciais, mas que parte dessa pressão tende a diminuir com a flexibilização. O prefeito disse que, apesar da abertura gradual, não desfocará da fiscalização dos estabelecimentos autorizados a reiniciar suas atividades. Flexibilização Juazeiro do Norte apresentou, no último domingo (31), um decreto que estabelece a retomada responsável e gradual de setores produtivos. Na fase de transição, que antecede fases de liberação de outros setores da sociedade, ocorre a liberação da operação das indústrias de calçados, metalmecânica e construção civil. 

O funcionamento deve abranger entre 20% e 30% dos empregados. Além disso, está permitida a abertura de lojas de material de construção, imobiliárias, óticas e salões de beleza, dentre outros estabelecimentos, com até 30% do trabalho presencial e horários diferenciados. A partir desta terça (02) ocorre, também, a retomada das atividades do serviço de transporte municipal. Conforme informações repassadas pela Via Metro, a frota de veículos funcionará, neste primeiro momento, com redução. A ampliação do serviço se dará gradativamente. O uso de máscaras é obrigatório no interior dos veículos, assim como para circulação em todo o Município. 

(Fonte: Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.