Header Ads

Secretaria de Educação deverá apurar relatos de assédio dentro de escolas cearenses, afirma nota


Em nota, a Secretaria de Educação do Estado do Ceará informou que deve tomar as providências necessárias em relação aos casos de denúncia de assédio relatados em escolas do Ceará. O assunto ganhou visibilidade por meio das hashtags #ExposedFortal e #ExposedSobral, que viralizaram nas redes sociais na última terça-feira (23).

De acordo com a pasta, apurações sobre os relatos deverão ser conduzidas dentro da legalidade e informações devem ser fornecidas aos órgãos responsáveis pela investigação. Segundo alunas de instituições de ensino, tanto de Fortaleza como de Sobral, diversos professores e coordenadores eram conhecidos por assédios por meio de ações físicas ou por mensagens. 

No Instagram, por exemplo, um dos perfis usados para expor as denúncias alcançou mais de 35 mil seguidores na última semana. “Ele ficava falando dos meus peitos, dizendo que eu era “grandiosa”. Eu não assistia às aulas dele de sábado porque me senti super desconfortável”, escreveu uma das jovens que tiveram mensagens publicadas na rede social. 

“A Secretaria prestará assistência aos alunos e familiares e acrescenta a importância de manifestações por meio do canal da Ouvidoria”, diz o informe da secretaria. 

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, contou que o caso está em investigação. “A Polícia Civil já está apurando denúncias relatadas no #exposedfortal, determinei prioridade para o caso. Solicito que as vítimas registrem o BO para facilitar a identificação dos envolvidos”, disse em publicação no Twitter. 

Confira a nota completa: 
A Secretaria da Educação (Seduc) tem conhecimento das manifestações nas redes sociais e assegura que adotará as providências necessárias para que os fatos sejam apurados dentro da legalidade, seguindo os princípios da responsabilidade e da ética. A Seduc também ficará à disposição para prestar as informações solicitadas pelos órgãos competentes. 

A Secretaria prestará assistência aos alunos e familiares e acrescenta a importância de manifestações por meio do canal da Ouvidoria (https://cearatransparente.ce.gov.br/) para que os fatos sejam esclarecidos de forma mais rápida e eficiente.                             (Diário do Nordeste)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.