Header Ads

Várzea Alegre inicia plano de reabertura de serviços

FOTO: Leandro Correia
Nesta segunda-feira (22) tem início, em Várzea Alegre, a primeira fase de transição para reabertura dos serviços após quarentena por conta da pandemia de covid-19. A medida foi apresentada no Decreto N 150, de 21 de junho de 2020. Conforme apresentou Batista Júnior, chefe de Gabinete de Várzea Alegre, o Município utilizou como parâmetro o Decreto nº 33.608/2020 do Governo do Estado. Após reunião com o Gabinete de Gestão de Crise sobre covid-19 no Município, ficou decidida a permanência da suspensão de algumas atividades, porém com a reabertura controlada de alguns setores constantes na fase de transição do Governo do Estado. 

As ações têm início nesta segunda (22), com escalonamento para dia os dias 24 de junho e 29 de junho. As atividades liberadas para funcionamento nesta primeira etapa incluem: comércio de papelarias, impressão de livros, material publicitário e serviços de acabamento gráfico. A partir do dia 24 de junho de 2020, serão liberadas atividades como o comércio de produtos de couro; óticas; construção Civil e Depósito de Material de Construção; entre outros. A partir do dia 29 de junho de 2020, serão liberadas atividades do comércio de móveis e eletrodomésticos e de roupas, confecções e calçados. Para o funcionamento, algumas medidas no combate à covid-19 devem ser levadas em consideração. 

De acordo com Batista Júnior, o Município de Várzea Alegre foi um dos primeiros da região a adotar medidas de combate ao coronavírus. “É um dos municípios que, percentualmente, mais realiza testes na população em toda região”, contou, ao dizer que, com isso, foi observado que o número de casos confirmados vem desacelerando. “Com uma reunião feita com o Gabinete de Gestão de Crise, criado especialmente para debater a problemática da covid, a gestão municipal resolveu por iniciar uma liberação responsável das atividades comerciais no município”. 

Conforme enfatizou o chefe de Gabinete, os comércios assinam um termo e se comprometem a adotar medidas exigidas pelas autoridades sanitárias. “É importante dizer que, caso o número epidemiológico volte a subir, a administração local não hesitará em retornar à fase rígida do enfrentamento à covid-19”.

(Fonte: Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.