Header Ads

Arnon afirma que investigação da PF ‘é uma angústia’ mas que ‘não tem como fugir’

FOTO: Arquivo - João Hilário
Após mandados de busca e apreensão realizados pela Polícia Federal e Controladoria Geral da União (CGU) em Juazeiro do Norte e mais dois estados, em investigação sobre compras feitas pela Secretaria da Educação da cidade, o Prefeito Arnon Bezerra (PTB), se pronunciou sobre o assunto. 

Em entrevista ao Jornal Progresso, o gestor afirma que a situação o deixa apreensivo, mas que a Prefeitura apresentou os relatórios e justificativas cabíveis diante do material adquirido, sendo livros didáticos, paradidáticos e aplicativos de ensino de matemática para crianças. 

O Prefeito explica que “os órgãos de fiscalização sempre vão fazer uma operação igual ou semelhante a essa”, e que o inquérito ainda está em andamento, mas “não tem nada de novo”. Arnon afirma que a denúncia iniciou há mais de um ano e tinha um foco político, mas que atualmente a investigação é de esclarecimento. 

“É uma angústia que a gente passa, mas não tem como fugir”, afirma o Prefeito, que diz que sempre vai facilitar a investigação e que obedeceu rigorosamente todas as fases de aquisição e entrega do material. “O que tem sido solicitado, a Prefeitura apresenta”, disse ele. 

Arnon assumiu que nem sempre está presente nas licitações e aquisição de material feitas pelas secretarias, mas que tem confiança nos profissionais que realizam o trabalho. “Até hoje eu não tenho nada a suspeitar dos funcionários e técnicos”, conclui.

(Fonte: Site Badalo)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.