Header Ads

Cariri soma 35 casos graves e um óbito por dengue


A região do Cariri está em alerta contra a dengue, sobretudo os municípios de Barbalha, Brejo Santo, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Missão Velha, Penaforte e Várzea Alegre. Este ano, já foram registrados 35 casos com sinais de alarme no Crajubar e um óbito em decorrência da doença em Barbalha. Uma equipe da Secretaria de Saúde do Ceará visitará a região para analisar o sorotipo de dengue que circula no Cariri. Foram notificados 6.300 casos este ano. Mais da metade (53,05%) resultou em casos de dengue confirmados, com um total de 3.342 pessoas infectadas. 

Foram apontados riscos de epidemia de arboviroses em cinco municípios cearenses, dos quais quatro são caririenses: Granjeiro, Farias Brito, Penaforte e Várzea Alegre. O mês de abril despontou como pico de casos de dengue no Ceará em 2020. O último pico havia sido registrado em maio do ano passado. 

Araripe faz parte de um grupo de oito cidades cearenses com risco de Alta Infestação Predial. O Estado do Ceará somou 146 infectados com a forma grave e sinais de alarme da doença, dos quais 17 são de Barbalha, 9 em Crato e 9 em Juazeiro do Norte. Houve, também, confirmações de 12 casos grave no Ceará: Barbalha contabiliza dois casos e Juazeiro do Norte, Missão Velha e Lavras da Mangabeira um em cada cidade. Quatro pessoas morreram depois de serem infectadas pelo Aedes aegypti no Ceará: três em Fortaleza e uma em Barbalha. 



 Equipe técnica 
Diante desses dados, a Secretaria de Saúde (Sesa) do Ceará enviará uma equipe para o Cariri para detectar o sorotipo viral de dengue que circula na região. “Provavelmente, deve ser outro [sorotipo] que não circulou nos últimos tempos. A possibilidade é que tenha vindo de outros estados. Cidades do Litoral Leste, na divisa com Rio Grande do Norte, também passaram por isso”, comenta a coordenadora de Vigilância Ambiental da Sesa, Roberta de Paula Oliveira.

(Fonte: Jornal do Cariri)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.